26 de jul de 2018

Moro esconde que posou para campanha de Doria em NY

"Atividade de docência"! Quá, quá, quá!

Ele de lencinho e ela de botox...
Reprodução: Instagram/@jdoriajr
Como se sabe, João Agripino Doria, o Prefake, depois de apunhalar o santo do Alckmin pelas costas se fez candidato tucano ao governo de São Paulo.

O "Judge Murrow", um nanico, segundo o professor Wanderley Guilherme dos Santos, preside a Lava Jato há quatro anos e até hoje não conseguiu prender um único tucano!

Tucano nanico ou gigante - com ele, não vem ao caso!

Portanto, ele acha absolutamente normal ter ido a Nova York (quem pagou as passagens e a hospedagem dele e da mulher no Hotel Pierre, onde ficava o Maluf?) posar numa foto cafona com o candidato tucano, o Prefake que usa lencinho com smoking.

Pior, ele esconde a "atividade de docência", como diz o PiG cheiroso, o Valor:

Juiz não registra palestra dada em Nova York

O juiz Sergio Moro, titular da Operação Lava-Jato na primeira instância, não registrou no sistema de transparência da Justiça Federal sua participação como palestrante em Nova York num evento promovido pelo Lide, empresa da família do ex-prefeito de São Paulo João Doria, pré-candidato do PSDB ao governo paulista. Realizada em 16 de maio, a palestra de Moro no chamado Lide Brazilian Investment Forum contou com a presença de cerca de 190 analistas de rating, banqueiros, empresários e investidores, segundo informou a empresa posteriormente.

Conforme resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a participação de juiz como palestrante, conferencista, moderador ou debatedor em evento privado é considerada “atividade de docência” e deve ser informada ao respectivo tribunal em até 30 dias. Serve para eventuais aferições de situações de impedimento. O magistrado deve registrar a data de participação, tema da palestra, local do evento e entidade promotora.

A Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou que não possui registro da participação de Moro no evento. “Cabe informar, em complementação, que no período de 11 de maio a 19 de maio de 2018 o referido juiz federal esteve de férias” (...)

No CAf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.