3 de jun de 2018

Voto certo

Conheceram-se numa fila de carros esperando a vez de encher o tanque, num dos poucos postos da cidade que tinham gasolina para vender. A fila não andava. Ela saiu do seu carro, ele saiu do seu. Começaram a conversar.

- Que país - disse ele.

- Que país - concordou ela.

- E tão cedo não melhora - disse ele.

- Só piora.

- E as eleições não vão mudar nada.

- Vai ter eleição? Eu estou meio por fora...

- Eleição presidencial. Em outubro, novembro, por aí. 

- Que país.

- Que país.

- Ainda bem que eu não voto - disse ela.

- Você não vota?

- Pra que votar, se nada adianta nada? Votei no Collor e deu no que deu. Votei no Fernando Henrique e não adiantou. Apoiei o impeachment da Dilma e veio o Temer. Hoje, nem sei quem são os candidatos. E não quero saber. Vou votar em branco.

- Tem gente pedindo intervenção militar, o que é um absurdo.

- Sei não...

- Você apoiaria uma intervenção militar?

- Para acabar com essa bagunça? Sem a menor dúvida.

- Você, às vezes, não desconfia que, todo esse tempo, votou errado? Que é um pouco cúmplice dessa bagunça?

- Eu cúmplice?! Saiba que os meus pais marcharam juntos pela liberdade em 64. Deram ouro para pagar a dívida e tudo. Depois me contaram como foi. Nós sempre apoiamos a causa certa, é uma tradição de família. E sempre votamos certo. O país é que deu errado.

- Sabe que uma greve de caminhoneiros como a de agora foi uma das responsáveis pela queda do Allende? 

- De quem?

- Allende. Chile. Golpe militar. Anos atrás.

- Olha, eu não entendo muito de política, ainda mais política antiga, mas... Epa. A fila está andando. 

- Vamos lá... Posso lhe dar um conselho?

- Depende. Só não me chama de cúmplice.

- Não deixe de votar. Talvez desta vez dê certo.

- OK. Tchau.

Luís Fernando Veríssimo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.