11 de jun de 2018

Três trabalhadores morrem em explosão no frigorífico do deputado Alfredo Kaefer (PSL-PR)

Tido como rei do baixo clero, membro da bancada ruralista é o parlamentar mais rico; apesar das dívidas com a União, ele foi artífice e líder da “bancada do Refis” no Congresso


Kaefer, o “rei do baixo clero”
Três trabalhadores morreram após uma explosão na última terça-feira (05/06) em uma das máquinas da Dip Frangos S.A., em Capanema (PR). A empresa pertence ao Grupo Diplomata, do deputado ruralista Alfredo Kaefer (PSL-PR), líder do baixo clero na Câmara e membro atuante da bancada ruralista.

Leoterio Jose Mieczikovski, de 46 anos, e Rogerio André Trampusch, de 35 anos, morreram logo após o acidente com um digestor. A terceira vítima, Roberto Henrique Correia, estava numa sala ao lado. Só que o impacto da explosão foi o suficiente para derrubar a parede e fazê-lo ficar preso sob um cilindro. Ele faleceu na sexta-feira, aos 28 anos.

O acidente ocorreu na área de subprodutos da avícola, provocando o desabamento do maquinário e de toda a estrutura do setor. Em seguida, um incêndio tomou conta da área. O deputado afirmou no dia seguinte, em entrevista à Catve, que a empresa iria “garantir toda a assistência possível para amenizar a dor das famílias”.

Em nota divulgada na quarta-feira a empresa informou que o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, formado por uma equipe multidisciplinar, passara a noite prestando apoio a familiares e colaboradores.

Em fevereiro deste ano, a Procuradoria Geral da República (PGR) encaminhou ao Superior Tribunal Federal (STF) duas denúncias contra Kaefer. Segundo a procuradora-geral, Raquel Dodge, o parlamentar sonegou e omitiu informações durante o processo de recuperação judicial do frigorífico Diplomata: “Denunciado por fraude contra credores em frigorífico, deputado lidera lobby por perdão de dívidas“.

Com patrimônio divulgado de R$ 108 milhões, Kaefer é o deputado mais rico da Câmara. Um levantamento divulgado em junho de 2017 pela Repórter Brasil mostrou que ele era, na ocasião, o terceiro deputado federal com maior dívida com a Previdência, com R$ 24 milhões.

Em outubro, o De Olho nos Ruralistas mostrou que os deputados da “bancada do Refis” deviam R$ 135 milhões à União. E que seus líderes respondiam por crimes tributários no STF. Kaefer foi o personagem principal desse relato, ao lado do colega Newton Cardoso Jr (PMDB-MG): “Ruralistas da ‘bancada do Refis’ devem R$ 135 milhões à União; seus líderes respondem por crimes tributários no STF“.

A reportagem mostrou que Kaefer, autor da emenda do Refis, e Cardoso, relator da Comissão Mista, eram os que mais deviam à União, entre os parlamentares da Comissão Mista que analisou o Refis. A empresa Super Dip Distribuição e Varejo possuía uma dívida de R$ 21,7 milhões. A Diplomata Agro Avicola Ltda, de R$ 4,7 milhões.

O frigorífico Diplomata, que abriga a Dip Frangos, ficou falido por três anos, mas teve sua falência anulada no ano passado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Kaefer votou pelo impeachment de Dilma Rousseff e pelo arquivamento das denúncias contra Michel Temer.

Igor Carvalho
No De Olhos nos Ruralistas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.