1 de jun de 2018

Novo premiê espanhol disse que Lula é “uma referência em política global”


O líder do Partido Socialista da Espanha, Pedro Sánchez, se tornou primeiro-ministro nesta sexta-feira depois de Mariano Rajoy, de centro-direita, ser destituído após a aprovação apertada de uma moção de censura deflagrada por um escândalo de corrupção.

Pedro Sánchez é presidente do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE). Em 2015, ele esteve no Brasil e se reuniu com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ocasião, Sánchez disse que Lula era "uma referência em política global, da boa política". 

[Lula] foi um presidente que tirou o Brasil de uma situação de crise econômica e ofereceu oportunidade a gente que não teve oportunidade". E completou: "Apostou em construir uma classe média forte no Brasil por um progresso inclusivo e uma economia justa. É isso que também quero para a Espanha". 

Leia, abaixo, a notícia publicada no site do Instituto Lula:

As relações sociais e econômicas entre Brasil e Espanha foram temas de um encontro entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o secretário geral do Partido Socialista Operário Espanhol (Psoe), Pedro Sánchez, na tarde desta sexta-feira (27), em São Paulo.

Eles falaram ainda sobre os desafios que a União Europeia enfrenta e a necessidade de compreensão das políticas de investimento público, que podem solucionar, por exemplo, o desemprego na Europa.

Sánchez lembrou que o Brasil é o segundo país com maior nível de investimento espanhol em todo o mundo. "Por isso é importante que a política espanhola esteja no Brasil." Motivo que também é responsável por atrair ao Brasil muitos jovens espanhóis em busca de oportunidades de emprego.

O secretário afirmou que Lula é "uma referência em política global, da boa política" e que a visita ao ex-presidente lhe deu a oportunidade de entender como ocorreu o processo de ascensão econômica e social brasileiro. "[Lula] foi um presidente que tirou o Brasil de uma situação de crise econômica e ofereceu oportunidade a gente que não teve oportunidade". E completou: "Apostou em construir uma classe média forte no Brasil por um progresso inclusivo e uma economia justa. É isso que também quero para a Espanha".

No Esquerda Caviar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.