18 de jun de 2018

Ex-secretário de Cultura participa de ataque de machismo e misoginia na Rússia; vídeo causa revolta

Vídeos com atos covardes contra russas provoca revolta nas redes sociais

Foto: Reprodução



Os vídeos nos quais torcedores brasileiros assediam russas provocam revolta desde que viralizaram nas redes sociais neste final de semana. Um dos homens que insistiam para as mulheres repetirem frases impublicáveis de teor sexual foi identificado. O agressor é o advogado Diego Valença Jatobá, ex-secretário de Turismo, Cultura e Esportes de Ipojuca, no litoral de Pernambuco. Ele é visto em pelo menos dois dos vídeos que circulam na web sempre aos risos ao praticar os ataques, sem as vítimas terem a noção do que diziam em português.

Nas redes sociais, o sentimento de revolta tomou conta de quem assistiu as gravações. “É isso que esses filhinhos mimados pelo papai e que nunca ouviram um não em casa vão fazer no exterior, fazer o Brasil se sentir envergonhado”, escreveu uma jovem. “Nada de novo, apenas a classe média alta brasileira mostrando mais e mais o seu fascismo”, escreveu um rapaz.

Não é a primeira vez que uma imagem de Diego provoca polêmica nas redes sociais. Ele publicou no Facebook uma foto onde ostentava um maço de notas de 100 dólares. Com a repercussão negativa, ele alegou que o dinheiro não era dele e que tudo não passava de uma brincadeira com amigos em uma casa de câmbio.


Político tirou foto ostentando maço de cem dólares.
Foto: Reprodução / Facebook

Fotos com Bruno Gafliasso e Grazi Massafera

Influente no ramo hoteleiro, Diego Jatobá aparece em confraternização com empresários do setor turístico. No município de Ipojuca está localizada a praia de Porto de Galinhas, uma das mais visitadas do Nordeste. Em um evento na reião, ele tem o noivado “abençoado” pelo ator Bruno Gagliasso, sob os olhos atentos da também atriz Grazi Massafera.

O ator Bruno Gagliasso em foto com o ex-secretário de Cultura autor de ato misógino na Rússia.
Foto: Reprodução/Facebook

O advogado Diego Jatobá publicou no Instagram foto na torcida de Portugal. 
Depois do escândalo viralizar na web, ele tornou o perfil bloqueado.

No Fórum



PM-SC abrirá processo contra policial visto em vídeo machista na Rússia

A Polícia Militar de Santa Catarina identificou um de seus policiais em vídeo que causou indignação durante a Copa na Rússia. Segundo a corporação, o tenente Eduardo Nunes, que serve em Lages (SC) e está de férias, é um dos homens que aparecem ao lado de uma mulher estrangeira, compelindo-a a falar as palavras “boceta rosa”.

A PM disse que não concorda com a atitude "incompatível com a profissão e o decoro de classe". A corporação informou que abrirá um processo administrativo disciplinar sobre o militar. Em março, no dia internacional da mulher, Eduardo Nunes trabalhou em um protesto de mulheres feministas contra casos de assédio na Universidade Estadual de Santa Catarina, em Lages. Na ocasião, o tenente foi entrevistado pela NSC TV, afiliada da Globo na região, e disse a PM havia intensificado sua presença na área após as denúncias de assédio.

Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.