18 de jun de 2018

Datena no DEMo: candidatura ou negociata?

De dois em dois anos, a cada eleição, o apresentador José Luiz Datena ameaça ser candidato a algum posto. Em 2016, já era dada como certa sua candidatura a prefeito da capital paulista. Na reta final, ele sumiu do noticiário e ninguém falou mais no assunto. Ficou aquela sensação de que alguma coisa sinistra rolou nos bastidores da política. Agora, ele garante que disputará uma vaga ao Senado por São Paulo. De diferente, o fato de que finalmente ele tirou a máscara das suas posições direitistas e filiou-se ao DEMo. O novo demo tem forte exposição na mídia, com longas horas de retórica inflamada na Band, sempre se travestindo de paladino da ética. Será que agora a candidatura é para valer ou é mais uma negociata de bastidores?

Segundo a mídia, a direita nativa já está assanhada com a possível postulação. “Tucanos trabalham para convencer o apresentador José Luiz Datena (DEMo-SP) a anunciar a candidatura ao Senado na chapa de João Doria (PSDB) já na semana que vem. A vaga de vice-governador também está reservada para o Democratas. O PSDB quer lançar Datena o quanto antes para minimizar as chances de reviravolta. O apresentador já acenou à política em outras ocasiões e, depois, mudou de ideia”, revela a coluna Painel da Folha nesta quinta-feira (14). Já os demos desejam atrasar a decisão para valorizar mais o passe, obtendo maiores vantagens eleitorais. O fanfarrão da televisão, por sua vez, faz o que melhor sabe fazer: dramatiza a decisão, criando suspense e reforçando as apostas.

Na reta final da filiação partidária para os que pretendem disputar o pleito de outubro, Datena surpreendeu o mundo político ao anunciar seu ingresso no DEMo. O processo foi feito na surdina. De cara, ele jurou que seria candidato, mas logo desistiu. Nesse processo sinuoso, o apresentador ganhou mais algumas horas de exposição da Band – um negócio bem lucrativo. Nesta semana, a Folha informou que Datena “voltou a pensar seriamente na ideia de disputar o Senado... O DEMo e dirigentes de outras siglas veem no apresentador figura capaz de atrair votos para toda a coligação do tucano João Doria ao governo paulista. O desenho inicial da chapa tucana previa que o candidato a uma das duas vagas da disputa pelo Senado seria destinada ao PSD, de Gilberto Kassab, que avisou que, se for para ter o apresentador como candidato da coligação, abre mão de indicar um nome ao Senado”.

O apresentador bravateiro, que se projetou na televisão em programas policialescos – “Cidade Alerta”, “Brasil Urgente” e hoje no “Agora é Com Datena” –, tem até 6 de julho para decidir se vai deixar a Band para disputar as eleições. Até lá, muito negociata vai rolar no mundo da política e da mídia. Ele também deve pesar sobre os riscos desta decisão. Em recente entrevista, quando havia sinalizado com nova desistência, ele explicou suas razões: “Muitas pessoas questionam por que os outsiders estão deixando a política. O cara tá com medo de disputar porque a vida dele vai ser esmiuçada, virada de ponta-cabeça, vão na barriga da mãe do cara pra procurar delito”. José Luiz Datena que fique esperto. Há muito para se esmiuçar na sua celebridade.

Altamiro Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.