21 de jun de 2018

Curitiba fascista?

Empresa responsável por instalação de outdoors #LulaLivre em Curitiba recebe ameaças de grupos de direita e rescinde contrato

Na última terça-feira (19), um grupo de militantes que apoiam a liberdade do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, celebraram a instalação de quatro outdoors em diferentes pontos de Curitiba, cidade onde ele se encontra detido na sede da Polícia Federal há 75 dias. No entanto, poucas horas após os cartazes terem sido fixados, a empresa contratada pelo serviço começou a receber uma enxurrada de ameaças em sua página nas redes sociais e também pelo telefone. Segundo o empresário, os responsáveis pela ameaça citaram até mesmo o nome de seus filhos e a escola onde estudam.

Agora, embora tenha sido contratada para exibir as imagens por 30 dias, a empresa procurou os militantes para desfazer o acordo e retirar as peças. Além disso, os proprietários dos terrenos onde estão instalados os outdoors têm sido alvo de vândalos que atiram pedras e acabam acertando também os telhados dos imóveis construídos no mesmo local.

A colocação dos cartazes foi uma iniciativa encabeçada por Melina Maria, Josiany Pereira, Adalberto Prado e Paulo Lima e levou cerca de três meses para ser concretizada. ‘Isso não por falta de verba, mas por que não conseguíamos achar uma empresa para fazer o trabalho. Quando falávamos que eram outdoors pró-Lula, ninguém topava’, conta Melina.

“Na verdade, isso não nos surpreendeu. Mas ainda vivemos em uma democracia e também temos direito de nos expressarmos. Quando espalharam outdoors com imagens degradantes do presidente Lula ninguém ameaçou as empresas, afinal”, afirmou Josiany.

De acordo com os militantes, o revés com os outdoors não os desanima. Seu objetivo é continuar informando a população sobre a ilegalidade do processo da condenação do ex-presidente e provar que existem muitas pessoas ao lado de Lula, ao contrário do que a mídia tradicional deseja mostrar. Para saber mais sobre o grupo clique aqui.

Na próxima terça (26), Ricardo Lewandowski, incluirá na pauta do colegiado um novo pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se o recurso for aceito, Lula poderá se candidatar às eleições em outubro deste ano.


Tuka Pereira
No Jornalistas Livres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.