7 de mai de 2018

Cédula de Zero Euro comemorativa dos 200 Anos de Marx é sucesso de vendas

Secretaria de turismo de Trier, cidade natal do filósofo, mandou imprimir uma terceira leva de notas, vendidas a 3 euros cada


O filósofo comunista Karl Marx, é claro, desprezava o dinheiro. Inspirado em Shakespeare, ele comparava o dinheiro a um proxeneta, um cafetão entre a necessidade do homem e o objeto, entre a vida humana e os meios de subsistência. E lamentava que, de sua figura inicial de servo do homem, um simples meio de circulação, o dinheiro tenha se convertido repentinamente em “senhor e deus no mundo das mercadorias”. O que diria Marx se soubesse que uma cédula em sua homenagem se transformou em objeto de desejo?

Lançada em Trier, na Alemanha, cidade natal do filósofo, uma cédula de Zero Euro com a efígie de Karl Marx está vendendo como pão quente. A prefeitura da cidade colocou as notas à venda como souvenir no aniversário de 200 anos de nascimento do autor do Manifesto Comunista, celebrados no último sábado, 5 de maio. Cada nota de Zero Euro, sem valor real algum, é vendida por 3 euros na agência de informação turística da cidade e também pela internet, ao lado de chaveiros, broches, ímãs de geladeira, cartões postais e canecas de Marx.
A segunda leva de 20 mil cédulas já se esgotou. Enquanto as novas notas não chegam, no “câmbio negro”, ou seja, em sites de colecionadores, a mesma cédula já está custando quase cinco vezes mais
“O souvenir brinca com as críticas de Marx ao capitalismo”, explicou o diretor da secretaria de turismo de Trier, Norbert Kaethler, no lançamento. Segundo a secretaria, a primeira leva de 5 mil notas vendeu imediatamente, tão logo foram lançadas, na semana passada. A cidade solicitou então a impressão de mais 20 mil cédulas, que também se esgotaram em tempo recorde, diante da demanda de compradores do mundo inteiro, incluindo Austrália, Estados Unidos e Brasil. Agora, a secretaria de turismo mandou imprimir mais 20 mil notas de Zero Euro com Marx estampado, que só chegarão no final de maio.

O verso da cédula

Enquanto as novas cédulas não chegam, no “câmbio negro”, ou seja, em sites de colecionadores, a mesma nota já está custando quase cinco vezes mais. Isso é que é mais-valia.

Cynara Menezes
No Socialista Morena

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.