2 de abr de 2018

SKY paga seus funcionários para comparecer a manifestação pela prisão de Lula

Comunicado da Sky para seus funcionários (página 1)
Comunicado da Sky para seus funcionários (página 2)

A Sky Brasil, empresa concessionária de serviços de telecomunicações brasileira, com 5.682.811 milhões de assinantes, ARRANCA A MÁSCARA E PAGA SALÁRIO PARA FUNCIONÁRIOS PARTICIPAREM DE ATO DO VEM PRA RUA, QUE ACONTECERÁ AMANHÃ EM VÁRIAS CAPITAIS, EXIGINDO A PRISÃO IMEDIATA DO EX-PRESIDENTE LUIZ INACIO LULA DA SILVA.


O chamamento à manifestação do VEM PRA RUA está no Facebook e leva o nome “Ou você vai, ou ele volta!” É descarado. Querem prender o Lula para evitar que ele volte, democraticamente eleito, pelos braços do povo. Os grupos fascistas e a direita em geral querem impedir o povo brasileiro de escolher livremente o novo presidente do Brasil, depois da tragédia chamada Michel Temer.

A Sky usa o poder econômico, a força como uma das maiores empregadoras do Brasil, para dar o golpe dentro do golpe.

Fundada por Roberto Irineu Marinho em 11 de novembro de 1996, a Sky atualmente tem suas ações divididas entre a DirecTV Latin America (93%) e o Grupo Globo (7%). O atual presidente da empresa é Luiz Eduardo Baptista P. da Rocha, alcunhado de Bap. Para que se tenha uma idéia do potencial mobilizador da empresa, basta dizer que tem faturamento anual de US$ 4 bilhões, aproximadamente 2.000 funcionários e mais de 55.000 colaboradores (dados do Meio&Mensagem 2016).

Jornalistas Livres enviaram à RP1, assessoria de imprensa da Sky, o seguinte email:


Também procuraram a assessoria de imprensa, pelos telefones da RP1. Não houve resposta até as 17h. Assim que a Sky se dispuser a fornecer sua explicação para o comunicado, publicaremos um adendo a esta reportagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.