26 de abr de 2018

Pesquisa mostra que prisão melhorou imagem de Lula e fez Moro ser mais rejeitado


A pesquisa Ipsos/Estadão, divulgada ontem, mostra que a condição de preso político de Lula não afetou a sua popularidade. Ao contrário, segundo Ipsos, sua aprovação cresceu um ponto, atingindo o ápice do histórico da Ipsos, 42%, e sua rejeição caiu 3 pontos, para 54%, atingindo o seu ponto mais baixo.

Os dados de Sergio Moro seguiram na direção contrária: sua aprovação caiu dois pontos, para 41% (atrás de Lula), e sua rejeição subiu dois pontos, para 49%.

Lula, com 42% de aprovação, é, de longe, o político mais aprovado no país.

Para se ter uma ideia, Temer tem uma aprovação de 3%.

Alckmin, de 18% (e em queda).

Bolsonaro, de 23%.

FHC, de 12%.

Abaixo, a fotografia de alguns gráficos.


No Cafezinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.