6 de abr de 2018

Lula quer mostrar que Moro não é único juiz do Brasil


Lula não vai se entregar à PF em Curitiba por duas simples, evidentes e exatas razões.

Porque Moro não tem o poder que alguém se desloque para outra cidade para ser preso.

Porque se armava uma “arapuca” com grupelhos de extrema-direita para “comemorar” o seu “feito”.

Há mais.

Desde ontem muita gente se desloca para São Paulo e, daí, para São Bernardo do Campo.

Lula irá pelas suas próprias pernas e no seu lugar: em meio a milhares de pessoas.

Não creio que, a esta altura, o ex-presidente tenha grandes esperanças (talvez seja ilusões a palavra apropriada).

Embora seja tão absurda que ninguém menos que Gilmar Mendes assim a classifica, na Folha:

“A prisão de Lula é absurda, fruto do autoritarismo desse punitivismo processual hoje em voga no país. Os recursos [que Lula pode apresentar à Justiça] ainda não se esgotaram e já se precipita a prisão!”

Ou que se noticie que Marco Aurelio Melo pode conceder a liminar pedida nas ADC 43 e 44.

Pode ser, até porque é escandaloso demais o furor encarcerador de Moro. Mas será a crise dentro do STF e uma ameaça ao plano de manter Lula preso até as eleições.

O país está dividido, por obra e (des)graça de um Judiciário que nem mais disfarça o seu ódio político.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.