21 de abr de 2018

Justiça tenta acordo com Lula. Arregou!


A intenção da mídia e do Judiciário era a de que Lula “sumisse” após ser preso. Porém, nunca se falou tanto dele. Foi preso no dia 7 de abril e até agora, todos os dias, o seu nome domina o cenário político. O desespero da mídia e da “justiça” é tanto que estão tentando convencer o ex-presidente a não ser candidato de dentro da cadeia. Estão perdendo tempo.

A tática de Lula de se manter vivo no cenário político foi elogiada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ainda que tenha tido outra intenção. Ele disse que o adversário foi “esperto” ao fazer o discurso forte e politizado que fez antes de ser preso.


Sim, FHC tem razão: Lula foi sagaz e não foi só por discursar antes da prisão. Está sendo esperto também ao se declarar candidato a presidente da República mesmo estando preso…

Antes de explicar por que, vale dizer que, segundo Silvio Salata, presidente da comissão de Direito Eleitoral da OAB-SP, declarou à Folha de São Paulo, “nada impede que [Lula] registre candidatura e participe do processo político, mesmo preso“.


Ocorre que, candidato, será impossível Lula sair do noticiário. Todo dia haverá notícia sobre ele porque todo dia serão feitos eventos de campanha. Haverá também uma batalha judicial para saber se ele poderá ser ou não candidato….

Em resumo, Lula candidato, solto ou preso, é garantia de noticiário sobre ele.

Mas mesmo que inventem uma lei para proibir só Lula de ser candidato – reportagem da Folha acima explica que é comum candidatos presos disputarem eleições –, as últimas duas semanas que se passaram desde que Lula foi preso mostraram que não irão faltar motivos para ele se manter lembrado.

Senão, vejamos:

Matéria de O Globo dá conta de que a final do BBB-18, na última quinta-feira, 19, vencido pela acreana Gleici Damasceno, parou a internet. Foram mais de 2,6 milhões de postagens nas redes sociais — um aumento de 229% em relação ao último programa da edição de 2017.


A razão disso foi a vencedora da competição na Globo ter bradado um #LulaLivre ao ser informada pela família de que o ex-presidente havia sido preso. No dia seguinte, só se falou disso e de um outro caso envolvendo Lula que ocorreu um pouco antes.


Ao mesmo tempo em que Gleici mantinha Lula na mídia, dois idosos faziam a mesma coisa. O Prêmio Nobel da Paz Adolfo Peres Esquivel e o teólogo Leonardo Boff causaram grande alvoroço ao tentarem visitar Lula na sede da PF em Curitiba e serem barrados por ordem de uma jovem juíza que atua como teleguiada do juiz Sergio Moro.


E a expectativa de muitos fatos que irão gerar discussões sobre Lula não para de crescer. Neste sábado, o ex-senador e atual vereador pelo PT de São Paulo Eduardo Suplicy confirmou a informação de que há tratativas para que o ex-presidente norte-americano Barack Obama visite Lula na prisão.


O medo da direita é de que Lula, candidato, barre um candidato do mercado e, quem sabe, até vença o primeiro turno. A pressão seria gigantesca sobre o judiciário e uma demonstração internacional de que o povo não acredita nas mentiras sobre Lula.

Imagine a situação dessa mídia e dessa “justiça” que tanto lutaram para encarcerar o ex-presidente…

Dessa forma, o resultado não poderia ser outro: neste sábado, o jornal O Estado de São Paulo publica uma impressionante ameaça atribuída pelo jornal ao “Supremo”.


Segundo o jornal, “petistas” têm sido aconselhados por “ministros do Supremo” a convencerem Lula a desistir da candidatura a presidente. Teriam ouvido que “a única forma de ajudar Lula a sair da prisão” seria “tirá-lo dos holofotes”

O pior é que a ameaça do Estadão, ainda por cima, insinua que Lula só está preso porque briga com o Judiciário.

Diz o jornal:

“Enquanto o petista estiver todos os dias na mídia e confrontando o Poder Judiciário é impossível que a Corte vote qualquer ação que possa beneficiá-lo, como o fim da prisão após 2.ª instância. A mesma sugestão foi dada ao senador Aécio Neves, razão pela qual o tucano avalia desistir de participar da eleição deste ano”

E o Estadão não para por aí:

“Um exemplo citado nas conversas com os petistas é o do senador José Serra. O tucano deixou o Ministério das Relações Exteriores e se refugiou no Senado. Desde então, saiu da linha de tiro e já teve um inquérito arquivado no Supremo”.

Quer dizer, então, que Lula só foi condenado e não teve habeas corpus porque o Judiciário não gostou das suas declarações? Então estão reconhecendo que a prisão não decorreu de culpa do ex-presidente, mas de picuinha dos “togados”?

Por que não me surpreendo? Mas se eles esperam que Lula baixe a cabeça, perdem seu tempo. Lula não vai desistir de se candidatar e eles vão ter que enfrentar o povo brasileiro e todo o prestígio internacional de Lula. Ele está muito confortável. Só precisa sentar e esperar.

Por isso estão desesperados e chegaram ao ponto que essa matéria do Estadão mostrou.

Eduardo Guimarães
No Cidadania

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.