1 de abr de 2018

Barroso mentiu


A Folha de São Paulo bem que tentou salvar a pele do ministro Luis Roberto Barroso, publicando um “desmentido” à informação de que ele teria sido contratado por R$ 47 mil, pelo TCE-RO, para dar palestra na instituição.


Pelo jeito, quem mentiu foi Barroso. E mentiu conscientemente, porque em 2017, ele deu a mesma palestra e auferiu o mesmo valor.

Os dados estão no site do TCE-RO.

São exatamente R$ 46.800 por uma hora de trabalho. Ou seja, é a hora de trabalho mais cara do país.

Segundo o IBGE, o rendimento familiar mensal per capita de Rondônia em 2017 foi de R$ 957.

Ou seja, os trabalhadores de Rondônia tem de trabalhar 49 meses para ganhar o que Barroso ganhará, do governo de Rondônia, em apenas uma hora.

Isso é Brasil.

Esse é o ministro Luis Roberto Barroso.

Isso é o judiciário brasileiro, que se tornou como que uma enorme e luxuosa embaixada americana inscrutrada numa cidade africana miserável.


Agora eu fiquei curioso para saber quanto Barroso está levando por essas palestras no exterior, onde vai apenas para falar mal do Brasil.

Se ganhou quase R$ 50 mil por uma hora de palestra em Rondônia, quanto será que é pago para dar palestra em Washington e Londres?

Miguel do Rosário
No Cafezinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.