1 de mar de 2018

Revista Época morreu e cadáver vem de graça no Globo e no Valor

Pilha de cadáveres vai crescer na "Globo Overseas"


Sem Título-6.jpg

Pouco mais de um mês após um passaralho provocar uma carnificina na Revista Época, a "Globo Overseas" anuncia o fim de sua revista semanal.

E chama esse fim da Época de "novo projeto editorial e gráfico". Na prática, ela vira um suplemento que chegará de graça para os (poucos) assinantes do Globo Overseas e do Valor, o "PiG cheiroso".

Vale lembrar que a Globo comprou a parte da "Fel-lha" no "PiG cheiroso", em 2016, por um dinheiro de pinga.

(A "Fel-lha" só aceitou porque já não tinha dinheiro nem para pagar a conta de luz...)

E o próximo cadáver na pilha deve ser o próprio jornal O Globo.

Em janeiro, a assim anunciada "fusão" entre as redações do Globo e da Época cortou cerca de 30 das 65 cabeças das duas publicações.

A verdade é que "Fel-lha", Estadão e Globo sabem que já estão mortos.

Pesquisa CNT/MDA de setembro/2017 aponta que só 3,4% dos brasileiros consideram o jornal impresso sua principal fonte de informação (sic).

E a TV vai pelo mesmo caminho: em março de 2014, o IBOPE constatou que 89% dos brasileiros tinham o hábito de se informar (sic), principalmente, pela TV. Na CNT/MDA de setembro/2017, esse número despencou para 51,8%.

É por isso que o Conversa Afiada há muito sustenta que a Globo breve será googlada.

E que ela está à venda, embora ninguém se interesse, já que a publicidade não paga mais a folha de salários.

Em tempo: não bastasse tudo isso, a Rádio Globo, que por décadas manteve a liderança no Rio e em São Paulo, definha. Já não é segredo que o arrendamento dos canais AM nas duas capitais é cogitado. Em São Paulo, a inauguração da faixa em FM não comoveu ninguém e ainda fez com que o tradicional público da rádio migrasse para outras emissoras, devido à mudança de "target". Ela entrou no ar em junho do ano passado e, logo em seu primeiro trimestre (encerrado em agosto), teve um resultado vexatório: ocupou a 34ª posição no IBOPE, atrás até da Rede Aleluia e da USP, com apenas 5.549 ouvintes sintonizados entre 6h e 19h. No Rio, a Rádio Globo sai do histórico edifício da Rua do Russel para morar de favor em algumas mesas do Projac, ao lado do jornal Extra.

No CAf

Um comentário:

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.