10 de mar de 2018

Na Veja, Moro elogia a intervenção no Rio com sugestões que admite “desnecessárias”. É sério

A intervenção no Rio

Sergio Moro escreveu um artigo pedestre na Veja desta semana elogiando a intervenção militar no Rio de Janeiro.

Do alto de sua experiência em sabe-se lá o que de segurança pública, Moro comete uma série de platitudes que começam no título: “O crime não é invencível”.

De acordo com o juiz, “a intervenção temporária das Forças Armadas na segurança pública do Rio de Janeiro tem razões suficientes. O ‘exército’ do tráfico precisa ser enfrentado, com cautela, por meio de uma força sobrepujante, e as Forças Armadas brasileiras são quem pode fazê-lo no momento”.

Ele aproveita para contrabandear sua tese preferida no momento.

“É preciso vontade política em uma democracia para mudanças. A insegurança pública, com cerca de 60 000 homicídios por ano, e a corrupção pública, com os crimes escandalosos julgados nos últimos anos, chegaram a níveis intoleráveis”, diz.

“Não são compreensíveis tergiversações ou retrocessos, como, por exemplo, o que se cogita, quanto à corrupção, de não mais permitir a execução da pena após a condenação em segunda instância, e assim voltar à prática dos processos que nunca terminam e à impunidade dos poderosos, mas essa é uma outra história.”

O general Villas Boas curtiu e comentou em suas redes.

“O Juiz Sergio Moro aborda com maestria a intervenção federal no RJ, suas consequências e reflexos. Dentre os temas, citou a tragédia da corrupção, foco de tantos desvios de nossa sociedade. Parabéns pela lucidez!”, animou-se.


O melhor trecho da peroração de Moro é o segundo parágrafo: “Escrevo este artigo com algumas considerações e sugestões, provavelmente desnecessárias”.

Se são desnecessárias, para que se dar ao trabalho, ora?

Enquanto isso, a Vila Kennedy toma sua dose de choque e ordem.


Kiko Nogueira
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.