13 de mar de 2018

'História impossível': por que acusação sobre Moscou ter envenenado ex-espião é infundada?


É impossível determinar em uma semana a substância que envenenou o ex-espião russo, Sergei Skripal, bem como o país produtor, afirmou na terça-feira (13) o senador Andrei Lugovoi, ao comentar a declaração da primeira-ministra britânica, Teresa May, quanto ao gás de fabricação russa Novichok.

"O incidente requer tanta pressa, que já foi até mesmo determinado sobre qual substância se trata. Contudo, o mais importante é que qualificaram a Rússia como país produtor, sendo isso impossível de determinar exatamente em uma só semana. Em geral, trata-se de uma história impossível", afirmou Lugovoi à Sputnik.

O deputado frisou que considera absurdas as declarações da primeira-ministra britânica.

Anteriormente, a primeira-ministra do Reino Unido, Teresa May, não se conteve na hora de acusar. Para ela, Moscou ou foi a responsável pelo envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal ou permitiu que o agente caísse nas mãos do executor.

A primeira-ministra disse ser "altamente provável que um russo tenha sido o responsável pelo ato contra Sergei e [sua filha] Yulia Skripal" e advertiu que Moscou agora tem até o final de terça-feira para divulgar os detalhes de seu programa de neurotóxicos Novichok à Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ). Se uma resposta aceitável não for recebida, Londres considerará o envenenamento como o uso da força no território britânico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.