20 de mar de 2018

Fux silencia sobre a desembargadora que difamou Marielle baseada em fake news


Luiz Fux assumiu o TSE em fevereiro prometendo ser um cruzado contra as fake news.

Montou, ou disse que ia montar, um grupo de trabalho para discutir medidas duras contra informações falsas na internet.

Falou em bloqueio de bens e detenção dos envolvidos.

Plantou, ou mandou plantar, notas para colunistas dando conta de que especialistas americanos e russos seriam consultados.

Reuniu-se com o falecido Fernando Segovia para ver se era possível produzir uma proposta de lei específica.

Num café da manhã com jornalistas, fez um agrado aos amigos.

“A imprensa brasileira será a nossa parceira, nossa fonte primária em uma das nossas maiores preocupações que é o combate às fake news”, falou.

Contou que Ministério Público e Polícia Federal passarão a integrar um Conselho Consultivo no tribunal para estudar soluções.

Blablablá.

O loquaz e implacável ministro permanece em silêncio obsequioso a respeito da desembargadora Marília Castro Neves, do TJ do RJ.

Marília baseou sua campanha difamatória contra Marielle Franco em fake news.

Sua posição foi instrumental no sentido de dar alguma aura de “legitimidade” a verdadeiras ignomínias que viralizaram.

No Facebook, ela cravou que Marielle “foi eleita pelo Comando Vermelho”, entre outras barbaridades.

A declaração serviu para um site picareta de extrema direita chamado Ceticismo Político estampar que “desembargadora quebra narrativa do PSOL e diz que Marielle se envolvia com bandidos e é ‘cadáver comum’”.


O CNJ já recebeu duas ações do Psol contra Marília. Fux, até agora, não deu um pio sobre a colega.

Kiko Nogueira
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.