20 de mar de 2018

Deputado catarina golpista preso mantém salário e R$ 146 mil por mês para manter mandato

O João do víde pornô
Preso há mais de um mês em regime fechado, o deputado João Rodrigues(PSD-SC) continua recebendo salário e conseguiu manter todos os recursos oferecidos aos parlamentares no exercício do mandato. Por mês, Rodrigues recebe mais de R$ 146 mil em auxílios para manutenção do mandato, além do salário de R$ 33.763,00.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que vai esperar a decisão da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal sobre o pedido do parlamentar para trabalhar durante o dia.

Rodrigues foi preso em 8 de fevereiro por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), mas a Câmara só foi notificada do encarceramento em 21 de fevereiro. O deputado foi condenado a cinco anos e três meses de reclusão, em regime inicial semiaberto, pela prática dos crimes de dispensa e fraude em licitação quando foi prefeito de Pinhalzinho (SC). Devido a sua condição de deputado preso, a Rede entrou com uma representação no Conselho de Ética pedindo a cassação do mandato por quebra de decoro parlamentar.

Maia disse que vai aguardar mais alguns dias para que a VEP delibere sobre o pedido, procedimento que ele também adotou quando o emedebista Celso Jacob (RJ) foi preso no ano passado. “Vamos esperar a decisão que deve acontecer nos próximos dias”, respondeu Maia.

A única medida tomada até o momento por Maia foi mandar descontar do salário as faltas nas sessões da Casa. Os descontos variam conforme o número de sessões realizada no mês sobre 62,5% da remuneração mensal, o equiivalente a R$ 21.101,88. “Isso é automático”, disse Maia.



No Falando Verdades

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.