21 de fev de 2018

Procurador da Lava Jato não se conforma com depoimento de testemunha sobre sítio de Atibaia

Ele
Em depoimento por por videoconferência firmado na terça, dia 20, o MPF tenta interferir na arguição da defesa.

Mário da Silva Amaro Júnior, gerente da Kitchens, negou o uso de qualquer valor da Petrobras na compra de uma cozinha para o sítio de Atibaia.

Ele também afirmou que a compra do bem ocorreu em 2014, quando Lula não era presidente.

O procurador da República Athayde Ribeiro Costa, presente na audiência, não se conforma com as respostas da testemunha e tentou vincular indevidamente a compra a valores provenientes da Petrobras.

É este, senhoras e senhores, o circo para pegar Lula.



Kiko Nogueira
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.