26 de fev de 2018

PF tenta prender Jaques Wagner sem provas, mas de olho em Lula para derrotar o PT nas eleições


"O fascismo é a dádiva dos perversos e a moral dos violentos". (DSF)

Antes de tudo e qualquer coisa é necessário asseverar: País que tem instituições e corporações insidiosas, conspiradoras e golpistas não tem outra solução do que ficar nas garras de fascistas. Quando juízes, procuradores e policiais, no caso os da Polícia Federal, intervém na política e interditam a democracia e o Estado de Direito, é sinal, sem sombra de dúvida, que tal país e nação estão a viver em uma ditadura, que tem a participação e a cumplicidade dos coronéis das mídias privadas e do empresariado brasileiro, que odeia a democracia, quer e deseja uma País para poucos usufruírem de suas riquezas, bem como carnalmente ligado à esfera dos Estados Unidos.

Nota-se, sobretudo, que a perseguição ao Partidos dos Trabalhadores, às suas principais lideranças e à esquerda em geral é um processo político e ideológico draconiano, assim como estudado, calculado e que visa, sobremaneira, interditar qualquer candidatura a presidente da República apresentada pelo PT, como ocorre agora com o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, um dos possíveis nomes dos principais políticos petistas, que poderiam concorrer às eleições presidenciais de 2018.

A "Operação Cartão Vermelho" da PF (eles são pródigos em criar nomes estúpidos e sem qualquer criatividade) denota que a Polícia Federal, a mesma que afirma considerar que a "Lei é para todos", menos para os tucanos, evidentemente, porque a realidade forçosamente leva importante parte da sociedade perceber que até hoje a PF, o MPF, o STF, a Lava Jato e o que mais o valha não prenderam um único tucano ladrão, sendo que o que não falta neste País, onde vicejam golpistas e usurpadores, é tucano ladrão do PSDB, do DEM, do PPS e do PMDB, cujo chefe de quadrilha, segundo a PGR e a PF, que responde pela alcunha de *mi-shell temer, está a entregar o País nas barbas do PF.

A mesma PF que canta loas e boas de que a "Lei é para todos", menos para os tucanos, que finge ser republicana, enquanto a PGR se acumplicia com powerpoints levianos e mentirosos para detonar a imagem de Lula, e o STF mostra a outra face de sua cara, a que personifica, seguramente, a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil, porque seus juízes se tornaram, absurdamente, o garantidores do golpe de estado de 2016, bem como irão protagonizar as páginas mais sujas e infames da história neste período conturbado da vida brasileira.

Um tempo de sofrimento e humilhações para o povo brasileiro, a ser vítima do desemprego aos milhões e com perdas de direitos sociais e trabalhistas quase seculares, sem acesso ao estado de bem-estar social. Tempo de guerra perpetrado pelos golpistas e que transformou o Brasil na casa da Mãe Joana, além de retrocedê-lo à condição de republiqueta das bananas, com juízes, policiais e procuradores pequenos burgueses, que estão mais preocupados em fazer compras em shoppings, adquirir bens móveis e imóveis, assim como essa gente preconceituosa e elitista vive com a cabeça em Miami e Orlando.

Trata-se de prepostos togados que se associaram, inacreditavelmente, ao consórcio de direita que tomou o poder central de assalto, cujos partidos conservadores, a mídia monopolista capitaneada pela Globo, os servidores públicos civis e militares da alta burocracia do Estado, além dos controladores do grande capital nacional e internacional, que contam ainda com o apoio irrestrito do governo imperialista dos Estados Unidos. Efetivaram mais um golpe na republiqueta de terceiro mundo deles, para eles e somente eles se locupletarem com os privilégios e benefícios, que somente as mamas e as tetas do Estado nacional podem propiciar-lhes, como sempre ocorreu nos 518 anos do Brasil.

Porém, para interditar a democracia e o direito de grande parte da população eleitora votar, torna-se imperativo que tais golpistas e usurpadores continuem em sua trilha de destruição do direito de quem não confia e não acredita nessa gente irremediavelmente apátrida e que no poder sem comporta como pária, sem o mínimo de decência, diligência e responsabilidade, no que diz respeito à soberania do Brasil e à emancipação definitiva de seu povo.

O Estado burguês e a iniciativa privada patrimonialista, pois vive à sombra do guarda-chuva estatal, são irmãos siameses, forças ímpias e forjadas no útero da iniquidade e da infâmia, porque sórdidos e covardes, já que sabedores de que se não perseguirem como sabujos os considerados inimigos do Estado usurpado por golpistas, certamente que tais "inimigos" serão candidatos em 2018, com chances, mesmo oprimidos e jogados à fogueira da desconstrução de suas imagens, a exemplo do ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, nome importante na hierarquia do PT.

Além de Wagner estar a ser tratado como se fosse "ladrão", mas sem provas contundentes, outros líderes petistas também são alvos das garras e dos dentes caninas do aparato repressivo do Estado, a exemplo de Guido Mantega, Gleisi Hoffmann, Paulo Bernardo, Fernando Haddad, Fernando Pimentel e José Dirceu (este linchado desumanamente em público desde 2005), que de, quando em quando, aparece no golpista Jornal Nacional para ser o contraponto de qualquer roubalheira, cuja autoria seja de políticos do PSDB.

Políticos tucanos e blindados pelas mídias globalistas de mercado e pelo STF, PGR e Lava Jato, a exemplo de José Serra, Geraldo Alckmin, Fernando Henrique, Aécio Neves, Antonio Anastasia, Cássio Cunha Lima, Beto Richa, Aloysio Nunes Ferreira e José Aníbal, dentre outros inimputáveis, por responderem, talvez, a um código penal apenas para eles, pois que o digam o agente arrecadador de dinheiro do PSDB, o engenheiro Paulo Preto e o doleiro de estimação da tucanagem, Alberto Youssef, não é mesmo juiz Sérgio Moro ou "Não vem ao caso?!"

E nada acontece aos tucanos eternamente protegidos sob a capa da impunidade e do escárnio. Protegidos porque aqui em Pindorama age e atua a "Polícia Federal: A lei é para todos", menos para os tucanos! Todas as lideranças petistas citadas acima foram perseguidas e achincalhadas em público por causa de questões eleitorais e de luta pelo poder por parte dos golpistas, sendo que o sistema judiciário tentou, de forma insana, derrubar do poder o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel.

Seria cômico se não fosse trágico. Entretanto, não é fácil ver tanta safadeza e blindagem antirrepublicana dos golpistas e usurpadores do poder central, que essa gente não conquistou por intermédio da soberania das urnas, do povo brasileiro. São moleques que se associaram para retirar direitos dos trabalhadores e dos aposentados, que sentaram ilegalmente nas poltronas e cadeiras do poder e anularam, a seus bel-prazeres, mais de 54,5 milhões de votos, sendo que agora, depois de toda pilantragem, estão às voltas com a destruição da economia, com o fim dos programas sociais e a tratar da violência endêmica nas cidades com pirotecnias do Exército, cujos generais se juntaram aos juízes, procuradores e delegados para usufruírem do poder sem a autorização do voto popular, que é o edificador das democracias.

A ditadura, sem sombra de dúvida, instalou-se no Brasil, com a criação por parte do chefe-mor da quadrilha, o terrível *mi-shell temer, homem de perversidade ímpar, o mandatário mais rejeitado da história e o pior presidente que este País teve a infelicidade de ver a ocupar a Presidência por meio de um golpe de estado, cujo DNA é a traição e a covardia perpetradas por um anão moral, que destrói o Brasil e derrubou Dilma Rousseff. Trata-se realmente de uma desgraça tal peçonha, porque sujeito desprovido de responsabilidade e, insofismavelmente, a ave de rapina inconsequente, que sombreia com seu voo lúgubre e mórbido o povo brasileiro e retira pedaços da carne do Brasil, sem anestesia.

Trata-se do Vampirão ou Mefistófeles, nome pelo qual o chamo desde quando tal praga se tornou o chefe de quadrilha mais protegido ou blidando das democracias ocidentais, sendo que "democracia" neste País é hoje apenas uma palavra que consta no dicionário. *mi-shell temer é, de fato, o herói do ultraliberalismo que age como tsunami na economia brasileira, a recrudescer exponencialmente na sociedade a violência. E por quê? Porque a direita é violenta, pois se preocupa apenas em manter o poder para ter privilégios e benefícios. Ponto. Não há segredos sobre isso e nem teses rocambolescas para definir o que é a direita escravocrata brasileira.

Contudo, voltemos à tentativa de prisão de Jacques Wagner, como ocorreu com Guido Mantega e Paulo Bernardo, que eram os homens responsáveis por uma política econômica distributivista e desenvolvimentista. Celso Furtado e outros dessa escola também foram perseguidos e tiveram de ir para o exílio quando não presos. Censura e violência são as marcas indeléveis da direita, que incompetente e usurária, promove golpes de estado e golpeia aqueles que têm voto popular, que é o caso de Jacques Wagner.

E não é que, sem provas reais, a PF tenta prender o líder político da Bahia, que, sem dúvida, será importante para o PT nas eleições presidenciais de 2018? A Justiça, em um momento raro de lucidez, não deu autorização, bem como impediu que os meganhas se lambuzassem com os holofotes das mídias corruptas e que promovem golpes e combatem ferozmente os governantes trabalhistas e de esquerda. E por que digo isto? Porque inacreditavelmente a PF, já que não conseguiu a prisão de Jacques Wagner, pretendeu levá-lo para depor coercitivamente.

U-lá-lá! Os meganhas não têm limites quando se trata em fazer política descaradamente, mas quanto aos tucanos ladrões é assim: "Polícia Federal: A lei é para todos", menos para os tucanos! E acham que têm credibilidade com todo a nação, quando a verdade é que grande parte do povo está a perceber que os meganhas da PF são fascistas, seletivos, têm cor ideológica e opção partidária.

Evidentemente que tais servidores policiais seriam afastados, demitidos para o bem do serviço público e presos por conspiração e insubordinação, no mínimo. Porém, a Banânia deles e somente para eles é realmente uma bagunça. E aqui, cara pálida, eles fazem o que bem entenderem e como quiserem.

Tais indivíduos se comportam como semideuses, mas adoecem e necessitam de remédios, precisam ir ao banheiro diariamente e morar em caxangas estruturadas e confortáveis, assim como recebem ótimos salários para sobreviver e sustentar suas lindas e bem alimentadas proles de bochechas rosadas e sorrisos egoístas latentes, que remontam a gerações. Tudo para eles e aos que se comportam e pensam como eles, sempre. Por isto o golpe!

São tão senhores do Brasil nesses tempos bicudos e violentos que, inclusive, levaram à morte o reitor catarinense e a esposa do ex-presidente do Brasil, sem apresentar uma única prova contra ambos. Mortes essencialmente políticas e ideológicas... Os fascistas odeiam as universidades e as pessoas que lutam por justiça social e igualdade de oportunidades. Senão essa gente não seria fascista, porque o fascista é antes de tudo a negação da solidariedade e da compaixão, ou seja, a negação da vida. Ponto final.

Que o digam as redes sociais dos delegados e agentes da Lava Jato, a insultar, de maneira bárbara e selvagem, a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula nas eleições de 2014, em modos de deboche e desfaçatez que somente poderiam acontecer nesta Banânia, onde os mais fortes e os que podem mais têm tudo, inclusive a apoiar golpes de estado pelas redes sociais.

Imagine se um meganha (aecista) desse nível se comportasse de forma desrespeitosa, insubordinada e arbitrária nos Estados Unidos, o país que eles tanto prezam e adoram, tanto quanto o Mickey e o Pateta, desde quando nasceram, bem como cruzam os braços com a venda do patrimônio público, a exemplo da Embraer, cujo dono agora é a Boeing... E os ladrões são os petistas. Durma-se com um barulho desse.

O governo golpista e corrupto está a entregar criminosamente a Eletrobras, a Petrobras e suas subsidiárias, o Pré-Sal e tudo o que poderá ser privatizado, a exemplo do BB, da Caixa e de outras estatais importantes, enquanto isso os generais, os juízes, os procuradores, os delegados da PF se juntam ao consórcio golpista para que o Brasil não se desenvolva e continue apenas como um fazendão do commodities, a exportar matérias primas e ter um povo trabalhador explorado ao máximo, sem direitos, como a carteira de trabalho, e sem acesso ao estado de bem-estar social.

Por sua vez, o golpe dos escravocratas e imperialistas demonstra que o estado nacional "pertence" às "elites" do serviço público, aos empresários brasileiros e estrangeiros, que agora lavam a burra e se locupletam a se refestelam com o patrimônio público edificado durante décadas por grandes brasileiros, que tinham noção de país, de soberania, de autonomia e independência, o que, sobremaneira, não é o caso dos patifes que se aboletaram no poder e governam o Brasil como se todo mundo pertencesse a tão deplorável quadrilha.

O inimigo externo do Brasil não é a esquerda, sem sombra de dúvidas. O inimigo deste País azarado por ter em suas terras uma burguesia que não vale nada, ou seja, nem o que come, é a casa grande brasileira de DNA escravocrata e seus capatazes, capitães do mato, feitores e bate-paus, que ora cometem todo tipo de arbitrariedade e violência, como a empreendida agora contra o ex-governador Jaques Wagner.

A loucura dos mandões da PF chega a atingir os píncaros da insensatez e da vaidade, porque eles sabiam da resolução recente do STF a proibir tais medidas. Mesmo assim eles pediram a condução coercitiva, o que foi prontamente negado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, mas não se fizeram de rogados e solicitaram a prisão temporária, que serve como trampolim para a prisão sem tempo de saída do preso, como ocorre com as prisões arbitrárias da Lava Jato, com maior ocorrência desde 2014.

Como os policiais não puderam fazer meganhagens com as conduções coercitivas ou com as prisões temporárias uma ode à vaidade, ao mandonismo despropositado e às luzes da imprensa moralmente corrupta e historicamente golpista, os policiais federais "resolveram", então, resolveram ouvir os suspeitos em depoimentos a serem ainda agendados. Ou seja, "resolveram" se subordinar às leis e à Constituição, realidade esta que dever ter-lhes causado urticárias, pois há anos essa gente autoritária de Pindorama faz o que quer e o que lhe aprouver.

O PT respondeu às acusações da PF.

"Invasão da casa de Wagner é perseguição política A sociedade brasileira está cada vez mais consciente de que setores do sistema judicial abusam da autoridade para tentar criminalizar o PT.

A invasão da residência do ex-governador Jaques Wagner por agentes da Polícia Federal, na manhã de segunda-feira (26), é mais um episódio da campanha de perseguição contra o Partido dos Trabalhadores e suas principais lideranças.

A sociedade brasileira está cada vez mais consciente de que setores do sistema judicial abusam da autoridade para tentar criminalizar o PT e até os advogados que defendem nossas lideranças e denunciam a politização do Judiciário.

A escalada do arbítrio está diretamente relacionada ao crescimento da pré-candidatura do ex-presidente Lula, nas pesquisas, nas manifestações populares, nas caravanas de Lula pelo Brasil. Quanto mais Lula avança, mais tentam nos atingir com mentiras e operações midiáticas".

A verdade é que, volto a ressaltar, até outubro muito água do arbítrio, da perseguição e da covardia irá ocorrer, pois, com o Lula preso ou não, o PT vai concorrer às eleições. Aliás, se prenderem o Lula evidentemente que a mobilização junto ao PT irá recrudescer para se fortalecer. O povo não é trouxa e nem otário e não estará propenso a votar em governos e políticos que roubaram para valer o Brasil, tiraram seus direitos e ainda de forma cruel e desumana extinguiu milhões de postos de trabalho dos trabalhadores brasileiros.

Prender Lula, Jaques Wagner ou qualquer liderança do PT não irá apagar da memória os benefícios e os direitos que foram criados e repassados para o povo desta Nação. A Nação sabe muito bem quem lhe deu acesso ao trabalho, à reposição salarial, ao estudo, à infraestrutura e aos aumentos anuais do salário mínimo, bem como compreende que a perseguição a Lula e às lideranças do PT são efetivadas pelo consórcio golpista, que chegou ao poder central ilegitimamente, sem a aprovação das urnas soberanas.

Para quem não sabe ou finge cinicamente e hipocritamente que não sabe, o consórcio golpista e usurpador, que transformou o Brasil na casa da Mãe Joana é composto pelo Judiciário, MPF, PF, imprensa de mercado e de negócios privados, notadamente a Globo, Fiesp, inúmeras associações empresariais urbanas e rurais, Congresso de maioria golpista, corrupta e amplamente dominado pela direita, empresas transnacionais, associações de categorias, a exemplo da OAB e outras, governo dos EUA e, por fim, os coxinhas analfabetos políticos e celerados, pois deram tiros contra seus próprios interesses.

Somos a Nação que parte da população, que se considera letrada e instruída, resolve se insurgir contra seus direitos civis e profissionais. Não é um caso gravíssimo de ordem psiquiatra, cara pálida?! Pois é... Os coxinhas insanos deveriam ser urgentemente internados. Agora se encontram com suas caras de bundas em suas casas e a perder o direito de até sair de suas residências com medo da violência, que realmente assombra a sociedade deste triste País, o celeiro de golpes de estado.

Vamos ver agora como o establishment irá se comportar, no que concerne às eleições presidenciais de 2018. O status quo já deu a ordem, a partir do ano de 2013, quando se iniciou o golpe de estado, que acarretou à deposição da presidente reeleita, constitucional e legítima, Dilma Rousseff, que recebeu do povo brasileiro mais de 54,5 milhões de votos.

O Partido dos Trabalhadores já avisou que irá manter a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva. O TSE e o STF, que é a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil, pois o garantidor do golpe bananeiro e violento contra os interesses da Nação, terão de assumir com suas responsabilidades perante as diatribes dos golpistas e a história do Brasil, porque tais juízes já garantiram seus protagonistas do golpe mais covarde e infame acontecido no Brasil, a despeito da ditadura civil-militar de 1964. O fascismo é a dádiva dos perversos e a moral dos violentos. É isso aí.

Davis Sena Filho
No Palavra Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.