10 de fev de 2018

Escutas sobre o Jornalismo


As entrevistas que  compõem compõem o livro  ESCUTAS sobre o JORNALISMO foram concedidas por e pesquisadores e pensadores contemporâneos que colocam em evidência o debate sobre temas recorrentes na prática e na teoria do jornalismo – como questões de ética, de tecnologia, do fazer jornalístico, de especificidade do campo, entre outras dimensões. Cada entrevista e, principalmente, o seu conjunto, oferece ao leitor oportunidade de diálogo com pesquisadores com ampla produção acadêmica e contribuições relevantes para o pensamento contemporâneo sobre o jornalismo. Portanto, temos em mãos um livro cujo público-alvo é amplo, envolvendo alunos, professores e pesquisadores da graduação, da pós-graduação e de jornalistas nas redações, além de outros públicos que pretendam refletir sobre o jornalismo do passado, do agora e do futuro. É, pois, um grande testemunho dialogal que traz para o centro dos debates o jornalismo como ele é: frágil, em crise, mas, ao mesmo tempo, desafiador e pleno de potência, nessa chamada era tecnológica. É a escuta de um jornalismo filho de uma democracia que, em nosso país, é frágil, imperfeita, necessitando de uma esfera pública de opinião competente e equilibrada.

O livro ESCUTAS sobre o JORNALISMO é, então, fruto de uma  conjunção interpretativa de olhares marcadamente subjetivos de pesquisadores-entrevistados que trabalham no campo do jornalismo em diferentes universidades do Brasil e do Exterior. A obra em si está revestida de um exercício de escuta apurada, com o direcionamento de questões voltadas para o campo de saber de cada pesquisador-entrevistado, na condição de fonte de informação especializada, domínio crítico sobre a práxis jornalística e atuação profissional em Programas de pós-graduação em Comunicação ou Jornalismo. Há, então, uma dimensão METAjornalística exercitada intencionalmente pelos pesquisadores-organizadores do livro, no sentido de que o conjunto das entrevistas aqui disponibilizadas pudessem evidenciar elementos que se referissem ao próprio campo de atuação, destacando fatos e notícias relevantes, aprofundando sua compreensão sobre as rotinas, processos de produção, manipulação e disponibilização de conteúdos jornalísticas produzidos por empresas jornalísticas, ou por uma pluralidade de jornalistas.

Desse modo, o JORNALISMO é o objeto principal de reflexão presente nesse conjunto de entrevistas realizadas com protagonistas que lidam diretamente com as complexidades, contradições, interesses, parcialidades, disputas e paradoxos que envolvem o jornalismo enquanto memória pública. A dimensão METAjornalística do livro também se manifesta ao adotarmos o procedimento da entrevista não exclusivamente com a finalidade de coletarmos informações interpretativas, mas, sim, de complexificarmos as várias questões transdisciplinares imanentes ao jornalismo, ou que o atravessam. 

Acesse o livro completo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.