16 de fev de 2018

Em praça do Rio, atores colocam placa: “Converso com eleitor do Bolsonaro”

A ideia é desenvolver uma pesquisa cênica, que deverá se transformar em um espetáculo teatral, tentando entender o que levaria uma pessoa a votar no deputado

“Não sou eleitor dele, me considero de esquerda, mas acho que as pessoas precisam ouvir mais”, diz um dos idealizadores do projeto
Foto: Arquivo/Leitora do Blog do Ancelmo
Quem passou, nesta quinta-feira (15), pelo Largo do Machado, no bairro do Catete, Rio de Janeiro, se surpreendeu com uma cena inusitada. Na praça, foram montadas duas cadeiras de praia, uma delas ocupada, e uma placa ao lado: “Converso com eleitores do Bolsonaro”. Trata-se de um projeto de dois atores, Leonardo Chaves, do grupo Do Buraco Sai o Quê?, e André Garcia, do Será o Benedito?!. As informações são do blog do Ancelmo Gois de O Globo.

“Conversar, hoje em dia, já é um ato revolucionário”, afirmou Chaves. O objetivo da pesquisa, segundo ele, é ouvir, entender por que uma pessoa votaria no Bolsonaro. “Não sou eleitor dele, me considero de esquerda, mas acho que as pessoas precisam ouvir mais, conversar; não demonizar quem pensa e vota diferente”. A ideia é, a partir do que for ouvido, montar um espetáculo teatral para estrear antes das eleições. Depois do Largo do Machado, eles querem levar as cadeirinhas para bairros das Zonas Norte e Oeste. Conheça o blog do projeto.

No Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.