5 de fev de 2018

É Lula quem apequena o Supremo, D. Cármem?


O Globo noticia que, depois de 14 anos, o Supremo Tribunal Federal arquivou, por prescrição, um inquérito que apurava a participação do senador Romero Jucá no desvios de verbas federais para o município de Cantá, em Roraima, estado pelo qual ele se elege.

O caso se deu em 2001 e, como a pena máxima era de 16 anos, o prazo prescricional venceu no ano passado.

Como se vê, com Jucá, pode. Com Lula, correu-se para julgar e, caprichosamente, o TRF-4 elevou a pena para 12 anos e um mês, a “conta do chá” para evitar a prescrição, uma vez que, como o ex-presidente tem mais de 70 anos, a prescrição se daria com seis anos.

Jucá, como a imagem recorda, é aquele que foi gravado prevendo o golpe que levaria Michel Temer à presidência, falando de um acordo “com o Supremo, com tudo”.

A D. Cármem Lúcia, valente, disse que não estava disposta a pautar o Supremo pelo caso Lula, porque isso seria “apequená-lo”.

Certo, Doutora. O caso Jucá certamente o engrandece, não é?

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.