9 de jan de 2018

O ‘pede pra sair’ de Temer à filha de Jefferson


Não era difícil escrever aqui, ontem, antes da suspensão da posse de Cristiane Brasil pela Justiça que Michel Temer estava deixando que a filha de Roberto Jefferson naufragasse pelos furos morais que a atingiram abaixo da linha d’água.

Desde que aceitou a indicação de Roberto Jefferson, Temer impressionou-se com o desgaste que lhe veio por ter trazido o personagem para dentro do Governo. E, como não poderia voltar atrás, abertamente, deixou que Cristiane “se fritasse”.

Ontem, já era claro que alguma das seis liminares pedidas contra a posse de Cristiane, mesmo de fraca sustentação jurídica, sairia e foi por isso que a família Jefferson quis antecipar a posse, o que reduziria fortemente o risco jurídico.

E, por tudo o que se disse acima, Temer recusou-se à antecipação. A razão era óbvia e Roberto Jefferson o percebeu, desde ontem.

Os acontecimentos de hoje confirmaram o que se tinha na conta do provável, ontem.

Agora, Temer está com ambos, pai e filha, no Palácio, numa espécie de “pede pra sair” que, a rigor, com pessoas de bem, seria desnecessário: uma auxiliar não submete seu chefe a um constrangimento público assim.

Mas os instintos de Jefferson estão despertos e nada tem a ver com os bons modos descritos acima. Vai arrancar um lamento público de Temer por Cristiane e sair do encontro fermentando o prato da vingança.

Alguns dias de trabalho juntando votos para a reforma da previdência foram jogados fora por mais esta trapalhada palaciana.

Fernando Brito
No Tijolaço



Frouxo e inábil, Temer pede para Cristiane Brasil sair depois de trazê-la para dentro de casa — com o papai

Bob pai e Cristiane filha
Michel Temer passará para a história, entre outras coisas, como um sujeito inventivo.

Ele é responsável por uma inovação na política brasileira: o desconvite a um ministro.

Segundo a TV Globo, Michel se reuniu na tarde desta terça, dia 9, no Palácio do Planalto, com a deputada Cristiane Brasil, do PTB.

A conversa ocorre depois que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região negou o recurso apresentado pelo governo federal que tentava derrubar a suspensão da posse da filha de Roberto Jefferson — que também participou da audiência.

Temer quer convencer Cristiane a desistir de assumir o Ministério do Trabalho.

Cristiane foi alvo de uma ação popular, que levou à suspensão de sua posse, movida após a notícia de que ela foi condenada a pagar R$ 60 mil por dívidas trabalhistas com dois ex-motoristas.

Os homens eram obrigados a jornadas diárias de mais de 15 horas por dia sem carteira assinada.

É como colocar o Maníaco do Parque na pasta dos Direitos Humanos.

Temer podia ter se desobrigado do vexame com uma pesquisa no Google. Cristiane é chave de cadeia, herdeira de um pilantra assumido.

Michel trouxe a crise para dentro do Planalto e agora acha que vai se livrar na caruda da bandidagem.

Michel foi vendido, ao longo do impeachment, como um gênio da articulação, hábil, afável e inteligente — a antítese de Dilma.

Elio Gaspari, entre outros cronistas, o definiu como “experiente, frio”, e conhecedor do “lado do avesso de Brasília”.

Está-se vendo o grau de vagabundagem.

Sendo Roberto Jefferson quem é, uma coisa é certa: quer Cristiane fique, quer ela saia, o preço vai ser alto e quem pagará é você.

Kiko Nogueira
No DCM



Jefferson exige e Temer vai ao STF por Cristiane

CABIS

Tudo o que Michel Temer não queria, a esta altura, eram novas encrencas com a Procuradoria Geral da República e com o Supremo Tribunal Federal.

Ainda mais no recesso, em que não há a chance de que o “manjadíssimo” sorteio do STF jogue a decisão para Gilmar Mendes ou Alexandre de Morais. Durante o recesso, é com Cármem Lúcia, que não decide contra a mídia.

Mas Roberto Jefferson exigiu na reunião que teve com Temer no Planalto e o Governo irá ao STF para insistir na posse da filhota Cristiane no Ministério do Trabalho. Exigiu, aliás, quase publicamente, através do artifício de fazer o líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes, dizer à imprensa que o partido não abria mão do cargo e do nome.

A ministra Cármem Lúcia vai querer tomar uma decisão meramente técnica e ficar associada a uma personagem cheia de condenações trabalhistas e outras mutretas mais como a deputada?

Porque não tem jeito de não ficar, depois da “onda” que se levantou. E, numa Justiça midiática, “ondas” são mais importantes que os códigos.

Temer foi trapalhão, mas o essencial é que virou um fraco, que treme diante da cara feia de qualquer Roberto Jefferson.

Dessa vez, em lugar de falar, foi ele que ouviu: tem de manter isso, viu?

Fernando Brito



Cristiane Brasil cuspiu na cara de Temer


Provavelmente não existem mais adjetivos que já não tenham sido atribuídos ao presidente Michel Temer.

Numa descomunal demonstração de incompetência, irresponsabilidade, egoísmo, prepotência, arrogância e antipatia, o atual mandatário da República é, seguramente, o sujeito mais patético que já ocupou o mais alto cargo do país.

Dono de uma incomparável coleção de abusos, desmandos, gafes, crimes e irregularidades, o cidadão que não faz outra coisa senão exterminar direitos e achincalhar as leis e a Constituição, ainda acha tempo para ser desmoralizado em público pela escória que o rodeia e o humilha.

No mais novo episódio de descompasso e inabilidade política (não se passa uma semana que não temos um caso desses), Cristiane Brasil, a filha e herdeira de uma longa tradição de pilhagem da família de Roberto Jefferson, cuspiu na cara de nosso presidente e deixou claro que nessa pocilga existem porcos e porcos.

Acovardado com a enxurrada de críticas pela indicação catastrófica, Temer tentou inutilmente “desconvidá-la”.

Como esse insignificante não manda sequer nos seus cachorros, ouviu de uma deputada mequetrefe que isso simplesmente não é uma possibilidade. O assunto estava conversado.

Você sabe o quanto é reles e descartável quando, apesar de possuir o maior cargo de todos, recebe uma sapatada de quem simplesmente não existe na fila do pão.

Cristiane Brasil é uma desqualificada corrupta que se orgulha do rastro de lama que deixa à sua passagem.

Mas o que dizer de alguém que consegue ser ainda mais desprezível?

Carlos Fernandes
No DCM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.