6 de jan de 2018

Joesley Batista reforça acusações contra Serra em depoimento à Polícia Federal

Empresário, que está preso em São Paulo, prometeu encaminhar imagem de visita do tucano à sede da JBS na capital paulista


No dia 15 de dezembro, o empresário Joesley Batista prestou depoimento à Polícia Federal em São Paulo para avançar no capítulo de sua delação premiada referente ao senador paulista José Serra (PSDB). Joesley disse que Serra lhe pediu, em 2010, R$ 20 milhões para sua campanha à Presidência da República e que parte dos recursos foi repassada por meio de caixa dois. Segundo Joesley, o publicitário Luiz Fernando Furquim, amigo de Serra, se encarregou das tratativas de caixa dois. Há, porém, uma grave inconsistência na delação de Joesley: Furquim morreu em agosto de 2009, um ano antes, portanto, das eleições. Serra diz que “jamais foram de seu conhecimento tratativas de caixa dois para suas campanhas”.

Para reforçar o que disse em depoimento, Joesley prometeu pesquisar e entregar aos investigadores registros da visita de Serra, incluindo imagens, à sede da JBS na capital paulista em 2010. Serra não respondeu se esteve na sede da JBS.

No Época

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.