23 de dez de 2017

Temer manda tirar delegado das perguntas sobre Santos


Não demorou a vingança de Michel Temer por ter sido obrigado, na terça-feira, pelo Supremo Tribunal Federal, a responder às perguntas formuladas pela Polícia Federal no inquérito que investiga supostos favorecimentos à empresa Rodrimar S/A por meio da edição do chamado Decreto dos Portos  em maio deste ano.

A Folha noticia hoje – sem qualquer menção a isso – que o diretor geral da PF, Fernando Segóvia, está destituindo o delegado da corporação em Santos, responsável pelo inquérito onde Temer é investigado por um negócio intermediado pelo “homem da mala” Rodrigo Rocha Loures.

No mesmo dia, Júlio César Baida Filho  recebeu um telefonema avisando de seu afastamento.

Claro, não houve nem um milionésimo da indignação que havia quando se dizia um “ai” dos todo-poderosos agentes da Lava Jato.

Nem mesmo ligação entre uma coisa e outra a mídia faz.

O descaramento é total e me desculpe o honrado André Singer, que na mesma Folha diz que o “desequilíbrio do que aconteceu nos últimos quatro anos (nas investigações sobre petistas e tucanos) é mais do que evidente”.

Não há nenhum desequilíbrio, André. Há uma deliberação.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.