16 de dez de 2017

Retaliação: Record demite mais de 20 jornalistas envolvidos em paralisação

Quinze dias depois da paralisação que tomou conta da redação do R7, Record TV alega reestruturação e demite jornalistas em massa

A redação do R7 tem, agora, 21 jornalistas a menos. Em reunião realizada no auditório do RH da Record TV na tarde desta sexta-feira, 15, a diretoria informou sobre a “reestruturação” que colocou fim no contrato de trabalho dos profissionais. Editores, repórteres e estagiários demitidos estavam presente na paralisação que questionou a empresa sobre a mudança no esquema de plantão. À época do movimento, a emissora já tinha cortado seis pessoas do time. Isso quer dizer que praticamente todos os envolvidos no ato foram desligados.

A reportagem do Portal Comunique-se apurou que nesta tarde a diretoria da Record TV, incluindo o chefe de redação André Caramante, reuniu toda a redação do R7 em reunião para informar que o esquema de plantão 2×1 (folga dois fins de semana e trabalha um) será aprovado em detrimento do atual modelo 3×1. No final da conversa, o time foi liberado para voltar ao trabalho, exceto 20 jornalistas, que foram demitidos. Os profissionais não foram desligados por justa causa e a empresa alegou que a medida se trata de reestruturação. Na tarde de quinta-feira, 14, um estagiário já havia sido dispensado. A apuração mostra que o jovem atuou como “porta-voz” no episódio da paralisação, levantando questões que precisariam melhorar na empresa.

O Comunique-se questionou a Record TV sobre a situação, mas a empresa informou que não vai comentar o assunto.

Paralisação e demissão no R7: entenda o caso

Na tarde de 30 de novembro, a redação do R7 resolveu paralisar as atividades depois de receber por e-mail comunicado que dava conta sobre as mudanças na escala de trabalho, que vai mudar a partir de janeiro de 2018. Atualmente, o time tem esquema de 3×1 (folga três fins de semana e trabalha um) e, no próximo ano, será 2×1. A proposta da Record TV em alterar o modelo não mencionou qualquer mudança no salário dos funcionários, apenas informou que a escala é adotada pelo jornalismo de televisão e que a novidade chega em razão da convergência entre as equipes.

Na ocasião, os jornalistas escreveram carta à direção explicando a paralisação e solicitando que a diretoria pudesse conversar com o grupo sobre a medida arbitrária. “Nós, da redação do R7, informamos que decidimos paralisar nossas atividades até às 16h de sexta-feira, 1° de dezembro, para manifestar nossa insatisfação com a decisão de instituir o plantão 2×1 em detrimento do plantão 3×1. Às 16h de sexta-feira, faremos assembleia para decidirmos o que fazer, se continuamos ou não paralisados. Pedimos que essa decisão seja revista”, dizia o texto.

No dia seguinte, 1° de dezembro, a empresa de comunicação demitiu 6 jornalistas – quatro editores, um repórter e um redator do ‘Hora-7’. Todos participavam da mobilização ao lado dos mais de 30 jornalistas dos times de notícias, entretenimento, esportes, home e mídias sociais do site.

A história ainda envolve o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, que esteve na Record TV, mas não foi recebido pela direção da empresa.

Nathália Carvalho
No Comunique-se

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.