17 de dez de 2017

O Brasil deu nisso: no Grêmio!

E o Brasil é a Pátria de chuteiras!


Na decisão de um campeonato mundial fajuto, ​​o Grêmio não deu um único chute NO gol.

Deu um único chute ​​na direção do gol: de uma bola parada, um pouco além da linha do meio campo que se perdeu no Golfo Pérsico.

O Grêmio é o melhor time do Brasil.

E não sabe formar uma barreira para impedir o gol de falta do CR7...

Renato Gaúcho fez milagres e é o melhor técnico do Brasil.

O time do Grêmio é muito ruim, com duas ou três exceções - goleiro, um zagueiro, o Artur e o Luan, de vez em quando.

Ah, o Grêmio estava cansado.

Quem não está?

O Grêmio ficou nervoso.

Então é melhor só disputar o campeonato gaúcho.

O Grêmio exprime a devastadora união da Globo Overseas, da MaFIFA, com a CBF (submetida à devastação consecutiva de quatro ladrões: Havelange, Teixeira, Marin e Del Nero), a Poliça Federal do Senvergóvia, o Ministério Público (sic) e a classe política - o PT inclusive - , que deixou o câncer propagar-se.

E o Brasil é a Pátria de Chuteiras!

Um futebol sem craques.

Um futebol sem espectadores.

Um futebol que fala grosso com a América do Sul e fino com a Europa.

Um futebol que se espelha na dupla Renato Augusto com Paulinho!

E a subnutrida crônica exportiva trata o Neymarketing como se fosse o Cristiano Ronaldo e o Tite, o Guardiola!


Na porta da Globo e dos ladrões da CBF.




PowerPoint do Grêmio:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.