23 de nov de 2017

Pesquisa Ipsos: Com 95% de rejeição, Temer é o político mais desprezado do mundo

A rejeição somada dos quatros personagens acima dá 300%, ou 75% em média
O Estadão está mancheteando, com estardalhaço ridículo, que a aprovação da Luciano Huck “dispara e atinge 60%”.

Ora, Huck não é político. Não faz discurso político. Não participa de nenhum debate. Não se envolve com nada. O eleitor não tem nenhum elemento para julgar se o aprova ou não.

Sua aprovação é uma falácia. Então não vou nem comentá-la.

O que me parece interessante na análise dos números de aprovação do “Barômetro Político Estadão-Ipsos” são outros personagens.

Sergio Moro, por exemplo. Apesar de não ser, tecnicamente, um político, é um agente político que as pessoas já tem elementos para julgar. E já temos 45% de brasileiros que o desaprovam, apesar da blindagem absoluta de que ele goza na grande imprensa.

Michel Temer é um morto-vivo. Tem 95% de rejeição, e apenas 4% de aprovação. Certamente, é o político mais rejeitado do mundo.

Evidentemente,  é uma insuportável humilhação para os brasileiros serem governados por alguém tão desprezado. Considerando que este sujeito lidera um processo brutal de desmonte do Estado, entrega do patrimônio público, destruição de direitos sociais, a gente poderá ter uma ideia do desastre que foi o impeachment.

Como é possível que alguém assim, alçado ao poder num golpe de Estado, possa estar à frente de um país com 206 milhões de pessoas?

Lula, o político mais perseguido da história do mundo, tem a menor rejeição entre os políticos, 56%, com tendência de queda, o o mais alto índice de aprovação, 43%, com tendência de alta.

Bolsonaro tem 60% de rejeição. João Dória, 63% de rejeição. Alckmin, 67% de rejeição.

A rejeição a Carmen Lucia, presidenta do STF, vem crescendo rapidamente, e já atinge 44%, número próximo aos 45% de rejeição a Dallagnol.

O golpe está consumindo todas as instituições. Gilmar Mendes, o super heroi tucano, já tem 83% de rejeição.


Miguel do Rosário
No Cafezinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.