29 de nov de 2017

Lava Jato de Curitiba está delirando com o caso do sítio, diz defesa de Lula


A defesa do ex-presidente Lula disse, em nota à imprensa, que a Lava Jato começou a delirar no caso do sítio de Atibaia. Isso porque o Ministério Público Federal aceitou de um delator da Odebrecht uma planilha de obra da Sabesp que não tem nenhuma referência a Lula, mas que está sendo usada como prova de que o espaço recebeu reformas pagas com recursos do chamado departamento de propinas da empreiteira.

Segundo reportagem do Estadão, o engenheiro da Odebrecht Emyr Diniz Costa Junior, responsável pelas obras do sítio de Atibaia, entregou ao juiz Sergio Moro uma planilha que ele diz ter retirado do sistema Drousys. 


A planilha soma R$ 700 mil em gastos de obra, de janeiro a dezembro de 2010. Emyr disse aos procuradores que parte dos recursos, cerca de R$ 500 mil, foi solicitado à secretária que cuidava do departamento de propina, Maria Lúcia Tavares. Ele teria comprado um cofre para armazenar os recursos que recebeu no "escritório do Aquapolo, obra de saneamento localizada na região do ABC."

“O delírio acusatório do MPF chegou ao absurdo de querer usar uma planilha sem nenhuma referência ao ex-Presidente Lula, mas sim a um projeto chamado Aquapolo, envolvendo a Sabesp — empresa ligada ao Governo do Estado de São Paulo —, como 'prova' do pagamento de valores da Odebrecht para obras em um sítio localizado em Atibaia (SP). Ou seja, não há qualquer conexão entre a planilha e o ex-Presidente Lula e o sítio de Atibaia", escreveu o advogado Cristiano Zanin.

"O documento, além de não ter qualquer valor probatório contra Lula, reforça que os fatos discutidos na ação não têm relação com os 7 contratos da Petrobras fundamentam a acusação, e, consequentemente, com a Operação Lava Jato. Reforça, ainda, que essa acusação não se baseia em provas mas sim no mau uso da lei para fins de perseguição política contra Lula, prática conhecida como lawfare", acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.