13 de nov de 2017

Império encomenda a morte

Foto: Ricardo Stuckert
O Império atua no Brasil com todas as armas da nova guerra assimétrica, embora as lideranças políticas no Brasil insistam em ignorar o fato, o que dificulta a luta de resistência popular. Por ilusão republicana, acreditamos, elegeram o deputado Eduardo Cunha e outros larápios do dinheiro público como os verdadeiros “inimigos”. Ainda, iludiram-se com Barack Obama e Hillary Clinton, como se não fossem eles os mandantes da destruição do Estado brasileiro em curso neste momento.

Em artigo publicado aqui algum tempo atrás, o economista e analista geopolítico Peter Koenig sentenciou que “o império anglo/saxão/sionista controla com mão férrea a imprensa prostituta ocidental, que está agora em modo de lavagem cerebral”. Neste final de semana, assistimos uma dessas manifestações criminosas por meio de artigo na revista IstoÉ pedindo a “morte de Lula” – assinado por Mário Vitor Rodrigues, com aval da direção da revista, como ocorre com tudo que é publicado. Não tem, portanto, explicação de “interpretação de texto” que amenize a indução, por encomenda, ao assassinato por parte de seu autor.

Nem acabou o final de semana, “brincadeiras” do mesmo estilo criminoso começam a circular nas redes sociais, em especial no WhatsApp, mídia favorável aos covardes. Em um deles, um cidadão “vende” uma faca especial para matar porcos, segundo ele, e faz a demonstração cortando o pescoço de Lula – em uma fotografia do ex-presidente. O PT já informou que entrará na Justiça contra a revista e seu jagunço de plantão, e certamente reagirá diante dessas manifestações de ódio.

Nunca é demais lembrar que o que está em jogo é mais, bem mais, do que a “democracia”, ou sua expressão liberal-burguesa, as eleições de 2018, já claramente ameaçadas. O sistema financeiro internacional apostava que a Operação Lava Jato, além de facilitar o saque do país, daria conta de aniquilar Lula, sua liderança popular e potencial eleitoral. A Operação Lava Jato fracassou em sua missão número um e, para seu desespero, Lula cresce cada vez mais junto ao povo.

No entanto, apenas um novo surto de ingenuidade seria capaz de supor que, depois de se apropriar do pré-sal, das principais empresas nacionais, de implantar bases militares na Amazônia, os golpistas vão aceitar perder o poder “na boa”. O ex-presidente espanhol Felipe González alertou Lula, tempos atrás, para o risco de ser inabilitado, preso ou assassinado. Então, assim como a capa da Veja, lembram?, o artigo da IstoÉ cumpre o mesmo objetivo de insuflar ao assassinato, e como tal dever tratado, em defesa de Lula e do Brasil.

capa_veja_lula-gaddafi

Fernando Rosa
No Senhor X

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.