8 de nov de 2017

Analistas da Empiricus são suspensos por propaganda enganosa

De acordo com a Apimec, os materiais promocionais da empresa induzem o consumidor a acreditar que o retorno dos investimentos é garantido

Felipe Miranda: promessa de ganhos, política e briga com colega
A Apimec (Associação de Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), entidade que autorregula a atividade de analistas e profissionais de investimentos no País, suspendeu por 30 dias o registro de três analistas da Empiricus, entre eles Felipe Miranda, um dos principais sócios.

A partir do dia 16 de novembro, Miranda, Gabriel Casonato e Bruce Barbosa estarão impedidos de assinar relatórios de análise, e-mails marketing ou qualquer outra comunicação relativa a valores mobiliários.

Eles são acusados de propaganda enganosa nos materiais enviados pela empresa, que oferece análises e relatórios sobre mercado financeiro e investimentos. De acordo com a Apimec, os materiais induzem o investidor a acreditar que o retorno dos investimentos é garantido, sem alertar de forma adequada quais os riscos envolvidos nas operações.

De acordo com o processo da Apimec, os relatórios-alvos traziam títulos como "Double X, uma maneira totalmente inovadora de ter lucro potencial 995,1 porcento em 12 meses"; "A ESTRATÉGIA CAPAZ DE TRANSFORMAR 1.500 EM MAIS DE R$ 227.000 EM APENAS UM MÊS, e, "A NOVA oportunidade de uma Vida".

Mercado e política

A Empiricus é conhecida por relacionar análise financeira com temas políticos. Há cerca de um mês, um e-mail do marketing da empresa, assinado por Gabriel Casonato, propunha a ideia de como "A Candidatura do Dória Pode Te Deixar Rico".

Conhecida por celebrar o impeachment de Dilma Rousseff e apoiar irrestritamente as medidas econômicas do governo de Michel Temer, há cerca de um ano a consultoria reeditou a campanha "Brasil, Ame-o ou Deixei-o", encampada pela ditadura militar no início dos anos 1970 para defender a Emenda Constitucional que congelou os gastos públicos por 20 anos. "Se você é contra a PEC do teto de gastos públicos, você é contra o Brasil", registrou a empresa em um banner veiculado na página principal do jornal Folha de S.Paulo.

A consultoria comparou, ainda, a queda de Dilma Rousseff à de Dunga, ex-técnico da seleção brasileira, em sua conta no Twitter. "Há pouco tempo fizemos escolhas importantes. Hoje estamos voltando a ganhar na economia e no gramado." A empresa buscou convencer os investidores da relevância do impeachment para a melhora dos indicadores econômicos no mercado financeiro. "Desde o afastamento de Dilma, a Ibovespa subiu 13%, a Petrobras, 53%, o Dólar caiu 7% e o Risco-Brasil, 16%.”

Em março de 2016 a Empiricus anunciou a compra de 50% do site O Antagonista, comandado pelo jornalista Diogo Mainardi, um dos principais expoentes do antipetismo na mídia nacional.

Cabeçada

Em fevereiro deste ano Felipe Miranda foi notícia por nenhum motivo ligado ao mundo dos investimentos: num evento do mercado, que teve a presença do presidente Michel Temer, do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e do prefeito de São Paulo, João Doria, ele se desentendeu com outro analista e a discussão virou boletim de ocorrência.

Num intervalo entre painéis, o sócio da consultoria Suno Research Tiago Reis alegou ter recebido uma “cabeçada” de Miranda. “Não é segredo que sempre tivemos visões diferentes, sobretudo quanto às práticas de publicidade que existem no setor (financeiro)”, escreveu Reis à época na página da Suno Research no Facebook. “Porém, até então as discussões aconteciam no campo das ideias, mas assim como todos os presentes, fomos surpreendidos pelo ato de agressão física. (...)”

No CartaCapital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.