5 de nov de 2017

A corrupção disfarçada e legalizada do Judiciário e do Ministério Público"


Qual diferença entre um político que recebe propina e um juiz que fura o teto salarial e descumpre a Constituição? Isso também é corrupção!

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) se insurge contra o que ele chama de corrupção disfarçada e legalizada: os super salários do Judiciário e do Ministério Público, que chegam a ser dez vezes maiores que o teto imposto pela Constituição, que é de R$ 35 mil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.