17 de nov de 2017

"A coalizão oposicionista faleceu": declaram deputados em debandada na Venezuela

Deputado Richard Blanco
Rica em violência mas empobrecendo em votos, a oposição que sofreu duas derrotas este ano com a Constituinte em setembro e para governadores em outubro, aprofunda o processo de fracionamento.

O partido de oposição "Alianza Bravo Pueblo" (ABP) utilizou seu líder, deputado Richard Blanco, para informar que a coalizão acabou: "A MUD ( Mesa de Unidade Democrática) faleceu e digo isto com tristeza, não se reúne há 8 meses". A ABP informou ainda que se aliou ao partido "Vente" da ex-deputada Ana Corina Machado para formar uma nova "facção política" denominada de "16 de Julho", e que não está disposta a dialogar com outros opositores.

O anuncio corrobora com ocorrido semana passada quando dois outros deputado, Jose Gregorio e Romer Gusamana, anunciaram a saída da coalizão devido "intrigas e brigas internas e cobrando uma reengenharia". Logo depois de perder eleição no estado que governava, Henrique Capriles do "Primera Justicia", anunciou a saída da MUD por não aceitar que outro partido(Acción Democratica) de oposição, ao ganhar 4 governadores concordasse dar posse na Assembleia Constituinte, que anteriormente a oposição não reconhecia.

Em retalhos, a oposição voltou neste 16 de novembro a mesa de negociações com o governo em San Domingos sobre coordenação do presidente da Repúlblica Dominicana Danilo Medina e o ex-presidente espanhol Rodriguez Zapatero. Nicolás Maduro ao se beneficiar do enfraquecimento do MUD declarou: "Creio com esforço que em um ano podemos chegar a acordos integrais ou parciais que garantam a paz na Venezuela, estes diálogos com a oposição não são fáceis pois eles estão muito divididos, mas assumo a negociação com paciência".

No próximo ano já é a eleição presidencial, e Maduro estrategicamente levou a oposição que antes garantia derrubar o governo, a um processo de desgaste e vinculação com terrorismo urbano que só lhe beneficia em conseguir um novo mandato.

Túlio Ribeiro
No Cafezinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.