1 de nov de 2017

A cabeça de Torquato Jardim vai rolar


Na entrevista que dá a  O Globo, onde reafirma a sua acusação de que  “os comandantes da PM (no Rio) são sócios do crime organizado”, o Ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse que “que não falou em nome do governo federal.

— Fiz uma crítica pessoal. Mas, se estou errado, que me provem. 

É verdade, mas o ministro não é um tolo que acha que pode falar em público em termos “pessoais” ocupando o cargo que ocupa.

Torquato não falou em nome do governo federal apenas porque  logo, logo, não fará mais parte dele e sabe disso.

Tanto que suas declarações não deixam abertos espaços para recuos estratégicos na base do “não foi bem isso” ou “houve um mal-entendido”.

Jardim tem experiência jurídica para saber que o que disse, mesmo com toda a leniência que existe no Brasil, traria consequências.

E já exibiu duas das cartas que tem para por na mesa: o vazamento de uma operação destinada a prender um traficante, que foi avisado e não foi ao lugar de costume, um jogo de futebol, na data em que sempre ia e o “sumiço” da ação que prendeu 93 policiais-militares por envolvimento com o tráfico.

Portanto, puxou os fios da meada para  a apuração sobre “toda uma linha de comando que precisa ser investigada” na polícia e no governo do Estado.

Governo do Estado que é do PMDB de Michel Temer, e que , com os aliados da base governista, soma 20 votos na Câmara. O suficiente para fazer o atual ocupante do Planalto perder, inclusive, a maioria simples de 257 deputados.

Não é difícil prever o desfecho desta história e não é difícil ver que Jardim apostou em ter como algoz  o governador Luiz Fernando Pezão – um cadáver político, mas ainda gestor da massa quase falida de cargos estaduais –, o que lhe garante simpatias, junto com o tema, e a certeza de voltar a se mover com a vaidade que o caracteriza, no meio jurídico.

Além do mais, sua missão de agir por Temer no TSE – no STF, o bastidor é feito pela ascendente Advogada Geral da União, Grace Mendonça – está conclusa.

E presença de Torquato Jardim no Governo, portanto, também está.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.