15 de out de 2017

Publicação dos videos de Funaro tem o dedo de Maia


O processo de delação de Dilson Funaro corre em segredo de Justiça.

Michel Temer disse que é “criminoso” quem o vazou para a imprensa.

Só que, desta vez, quem divulgou, na íntegra, o acordo, os depoimentos e os vídeos do doleiro Lúcio Funaro tem nome e endereço.

Câmara dos Deputados, Praça dos Três Poderes, presidida pelo senhor Rodrigo Maia.

Diz o Poder360  – que publica as  centenas de páginas do acordo de delação, sua homologação, os anexos com os depoimentos e toda a coleção de 10 vídeos das declarações que prestou ao Ministério Público – que tudo foi disponibilizado pelo sistema aberto de informática da Câmara dos Deputados.

Será que foi um simples funcionário que tomou a decisão de colocar aberto?

Numa material que vem com um baita carimbo na capa dizendo “segredo de justiça“?

É claro que a publicação – e em vídeo, com farta reprodução na Globo – complica a situação que parecia tranquila para Michel Temer, depois das trapalhadas da JBS.

Funaro é “meio Cunha”, porque operava parte de seus negócios.

Maia está esfregando as mãos, esmo que, com cara de anjo, venha dizer que não sabia nem autorizou a publicação no sistema aberto.

Temer ainda mais fraco é Maia ainda mais forte.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.