16 de out de 2017

Maduro vence em 17 de 23 estados. E é ditadura?


Com 96% das urnas apuradas, os candidatos do governo de Nicolás Maduro venceu em 17 dos 23 estados venezuelanos e a oposisição, em cinco. Um estado, Bolívar, tem votação apertada e nãio era possível, até a madrugada, antecipar o vencedor.

Bos votos totais, o Partido Socialista Unificado da Venezuela teve 54% dos votos e o comparecimento, para os padrões de noto não-obrigatório – foi de 61%. Nos EUA, paradigma da “democracia ocidental”, o comparecimento, nas duas últimas eleições presidenciais, foi de 47%.

Um dos mais importantes líderes do “chavismo”, Diosdado Cabello, vice-presidente do PSUV já anunciou que o partido pede que todas as urnas (são eletrônicas, mas com voto impresso também, ao contrário das brasileiras) sejam auditadas para ratificar a veracidade dos resultados.

A comunidade internacional rejeitou as eleições que tanto exige na Venezuela, A mídia local e mundial desenha Maduro e o chavismo como um pequeno aglomerado de fanáticos furiosos.

E ganharam as eleições, sobre as quais não houve nenhuma denuncia de fraude flagrante e cujos resultados são oferecidos à auditagem.

É nítido que a maioria dos venezuelanos perdeu a paciência contra o estado de agitação e conflito permanente que a oposição vem mantendo há anos.

Claro que vão continuar sabotando, mas o resultado das eleições, se a comunidade sul-americana não estivesse dominada pela diplomacia ideológica do Brasil e da Argentina, poderia ser um ponto de partida para a pacificação do país vizinhos.

Fernando Brito
No Tijolaço



Delcy Rodríguez: Estamos frente a una nueva jornada heroica de la democracia venezolana


Las elecciones regionales de este domingo, evento al cual fueron convocados más de 18 millones de ciudadanos, se inscriben en la historia del país como “una nueva jornada heroica en la democracia participativa de Venezuela“, expresó este domingo la presidente de la Asamblea Nacional Constituyente, Delcy Rodríguez.

Durante una rueda de prensa ofrecida esta noche por el Comando de Campaña Zamora 200, Rodríguez celebró que el pueblo venezolano haya acudido masivamente a expresarse en las urnas, y que con la elección de este domingo los venezolanos hayan ratificando, una vez más, su deseo de vivir en paz.

“Esta fue una elección convocada por la Asamblea Nacional Constituyente y no nos equivocamos” expresó Rodríguez. “Esta elección ha permitido consolidar la paz y defender la soberanía“.

Ratificó que a través de la Constituyente derrotó la agenda violenta de la oposición, y que el evento de este domingo es una lección que el país le está dando a los pueblos del mundo.

“Ellos están haciendo una lectura sobre nuestros proceso Constituyente”, dijo Rodríguez, al tiempo que ratificó que en los años futuros será este órgano plenipotenciario el que fije el rumbo de la patria. “Nosotros seguiremos por la senda de la Constituyente que es la senda de la paz, de la tranquilidad política, económica y social del pueblo“, dijo.

Rodríguez ratificó que los resultados que este domingo dé a conocer el sistema electoral nacional será acatado desde la Revolución Bolivariana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.