20 de out de 2017

Cálculo errado colossal: EUA são incapazes de fazer com que Coreia do Norte 'se ajoelhe'

A carta norte-coreana, enviada à Austrália, afirma que os EUA cometeriam um erro colossal se acreditarem ser capazes de fazer com que a potência nuclear norte-coreana "se ajoelhe" com suas ameaças de guerra nuclear.


A chanceler australiana revela o conteúdo da carta enviada por Pyongyang a parlamentares de vários países.

O Ministério das Relações Exteriores da Austrália revelou o conteúdo da mensagem recebida no mês passado do Comitê do Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte. Camberra acredita que a carta demonstra os resultados da pressão internacional exercida sobre Pyongyang, informa o The Canberra Times.

A carta, que foi enviada da embaixada da Coreia do Norte na Indonésia e foi também recebida por outros países, apela a parlamentares de nações que "amam a independência, a paz e a justiça" para apoiar o desacordo da Coreia do Norte à política do presidente dos EUA, Donald Trump.

A carta acusa tentativas dos EUA de "negar a existência" do país asiático com comentários "ignorantes" sobre "destruição completa" na Assembleia Geral da ONU.

Ao mesmo tempo, a carta afirma que "se Trump [Donald] acredita ser capaz de fazer com que a potência nuclear RPDC [República Popular Democrática da Coreia] se ajoelhe com ameaças de guerra nuclear, seria um cálculo errado colossal".

Segundo a ministra das Relações Exteriores australiana, Julie Bishop, que apresentou nesta terça-feira (17) carta qualificada por ela como "sem precedentes", trata-se da primeira vez que um ministro australiano recebe um comunicado diretamente do governo da Coreia do Norte. "É uma carta aberta, não é como costumam enviar mensagens ao mundo", indicou Bishop.

Normalmente, Pyongyang entra em contato com o Ministério das Relações Exteriores da Austrália através de sua agência de notícias KCNA, sem envolver o Comitê do Ministério das Relações Exteriores onde está presente o partido governamental da Coreia do Norte, indicou a chanceler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.