22 de out de 2017

Bolsonaro é um apelo à subversão e uma vergonha para os chefes militares


Nada é mais importante, numa força militar, que a disciplina. Sem ela, uma força armada não é uma garantia de um país, mas uma ameaça.

A reportagem de hoje  do El País sobre os “comícios” de Jair Bolsonaro  – Quartéis se abrem para a campanha eleitoral de Bolsonaro – dentro de unidades militares é uma vergonha para os comandantes não só destes quartéis, mas das próprias Forças Armadas.

O que se diria se Lula ou Ciro Gomes fossem fazer  discursos dentro dos quartéis? Ou se lá fossem Guilherme Boulos ou João Pedro Stédile?

Por acaso eles são menos cidadãos brasileiros que Jair Bolsonaro?

Mas isso é menos preocupante do que o efeito eleitoral – mínimo –  destes comícios indevidos.

O grave é que se formam oficiais que, desde a formatura, aprendem que os regulamentos militares, a separação entre Forças Armadas e política eleitoral, o respeito à lei, tudo isso não vale nada.

Os chefes militares brasileiros conspiram contra si mesmos. Aqueles que permitem que se faça, por Bolsonaro, o que dizia a frase do insuspeito de esquerdismo Marechal Castello Branco – “como vivandeiras alvoroçadas, vêm aos bivaques bulir com os granadeiros e provocar extravagâncias do Poder Militar ” – estão sujeitos a, amanhã, terem suas ordens descumpridas.

Afinal, não é isso o que assistem, impávidos, ser  feito?

A omissão é uma bola de neve rolando montanha abaixo. Quando se quiser agir, será tarde demais.

O poder civil estar desmoralizado não é razão para que desmoralize também o militar.

Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.