28 de out de 2017

Adolescente assassino de Goiânia era admirador de Hitler, Mussolini e Bolsonaro


O menino que abriu fogo contra seus colegas de escola, matando dois meninos e deixando uma menina paraplégica, passava o dia lendo notícias falsas de sites de extrema direita e compartilhando teorias conspiracionistas contra judeus. Ele negava o holocausto e era admirador de Hitler, Mussolini e Bolsonaro. Passava suas horas online enfiado no meio dessa gente nazifascista, num processo de radicalização parecido com os do DAESH.

Professores de História sendo hostilizados e tendo suas aulas interrompidas. Abaixo assinado com 90 mil assinaturas contra uma reconhecida filósofa para tentar impedi-la de dar uma palestra. Museus cancelando exposições e limitando a faixa etária por pressão conservadora puritana.

Não dá mais para passar pano para a extrema direita, meu amigo. Enquanto você nega o fascismo, ele te engole. E, a história já nos mostrou, não dar importância ao fascismo crescente não é uma boa estratégia para enfrentá-lo.

Nina Paduani
No Esquerda Caviar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.