26 de out de 2017

55% dos novos votos a favor de Temer saíram da Frente Parlamentar da Agropecuária

Um dos eleitores do ladrão presidente
Porcentagem na 1ª votação, em agosto, tinha sido de 51%; 137 dos 251 votos ontem foram de integrantes da FPA: entre eles, 112 votaram contra Dilma e duas vezes a favor de Temer

Aumenta a porcentagem de deputados, entre os decididos a preservar o mandato de Michel Temer, que fazem parte da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Nesta quarta-feira, na Câmara, 54,58% dos votos a favor do presidente saíram dessa frente, o braço institucional da bancada ruralista. Isso significa um total de 137 parlamentares entre os 251 que livraram Temer de outra investigação. O levantamento foi feito pelo De Olho nos Ruralistas.

Em agosto, na primeira votação que aliviou Temer, 51% dos votos saíram da FPA. É praticamente a mesma porcentagem (50%) dos integrantes da frente que ajudaram a derrubar a presidente Dilma Rousseff, em 2016. O observatório fez em setembro um levantamento completo dessas duas votações: “Frente Parlamentar da Agropecuária compôs 50% dos votos do impeachment e 51% dos votos para manter Temer“.

O governo Temer tem se reunido sistematicamente com os ruralistas, inclusive na sede da FPA, para atender as demandas dessa base parlamentar. Isso inclui medidas contra povos indígenas, unidades de conservação, fiscalização ambiental, perdão de dívidas e multas.

112 DEPUTADOS MAIS DO QUE FIÉIS

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), foi um dos 112 deputados da frente que votaram a favor de Temer em três votações: em outubro (a de ontem), em agosto e, em abril de 2016, na votação que derrubou a presidente Dilma Rousseff – acusada de pedaladas fiscais – e permitiu que o então vice-presidente chegasse ao poder.

Segue abaixo a lista desses 112 deputados. Um deles, o excêntrico Wladimir Costa (SD-PA), conseguiu emplacar o irmão, no dia 5 de setembro, na superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) do Tapajós, com sede em Santarém (PA).

Região Norte:
-> Jéssica Sales (PMDB-AC)
-> Silas Câmara (PRB-AM)
-> André Abdon (PP-AP)
-> Francisco Chapadinha (Pode-PA)
-> Hélio Leite (DEM-PA)
-> José Priante (PMDB-PA)
-> Josué Bengtson (PTB-PA)
-> Wladimir Costa (SD-PA)
-> Lucio Mosquini (PMDB-RO)
-> Luiz Cláudio (PR-RO)
-> Marinha Raupp (PMDB-RO)
-> Nilton Capixaba (PTB-RO)
-> Carlos Henrique Gaguim (Pode-TO)
-> Dulce Miranda (PMDB-TO)
-> Lázaro Botelho (PP-TO)

Região Nordeste:
-> Arthur Lira (PP-AL)
-> Marx Beltrão (PMDB-AL)
-> Antonio Imbassahy (PSDB-BA)
-> Arthur Oliveira Maia (PPS-BA)
-> Benito Gama (PTB-BA)
-> Claudio Cajado  (DEM-BA)
-> Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA)
-> Danilo Forte (PSB-CE)
-> Genecias Noronha (SD-CE)
-> André Fufuca (PP-MA)
-> Cleber Verde (PRB-MA)
-> Hildo Rocha (PMDB-MA)
-> Juscelino Rezende Filho (DEM-MA)
-> Benjamin Maranhão (SD-PB)
-> Efraim Filho (DEM-PB)
-> Hugo Motta (PMDB-PB)
-> Rômulo Gouveia (PSD-PB)
-> Átila Lira (PSB-PI)
-> Júlio Cesar (PSD-PI)
-> Beto Rosado (PP-RN)
-> Walter Alves (PMDB-RN)

Centro-Oeste:
-> Alberto Fraga (DEM-DF)
-> Izalci Lucas (PSDB-DF)
-> Alexandre Baldy (Pode-GO)
-> Célio Silveira (PSDB-GO)
-> Daniel Vilela (PMDB-GO)
-> Jovair Arantes (PTB-GO)
-> Lucas Vergilio (SD-GO)
-> Magda Mofatto (PR-GO)
-> Pedro Chaves (PMDB-GO)
-> Roberto Balestra (PP-GO)
-> Carlos Marun (PMDB-MS)
-> Elizeu Dionizio (PSDB-MS)
-> Geraldo Resende (PSDB-MS)
-> Tereza Cristina (PSB-MS)
-> Adilton Sachetti (PSB-MT)
-> Carlos Bezerra (PMDB-MT)
-> Fabio Garcia (PSB-MT)
-> Nilson Leitão (PSDB-MT)
-> Professor Victório Galli (PSC-MT)

Região Sudeste:
-> Marcus Vicente (PP-ES)
-> Bilac Pinto (PR-MG)
-> Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)
-> Carlos Melles (DEM-MG)
-> Diego Andrade (PSD-MG)
-> Domingos Sávio (PSDB-MG)
-> Fábio Ramalho (PMDB-MG)
-> Leonardo Quintão (PMDB-MG)
-> Marcelo Aro (PHS-MG)
-> Marcos Montes (PSD-MG)
-> Marcus Pestana (PSDB-MG)
-> Mauro Lopes (PMDB-MG)
-> Misael Varella (DEM-MG)
-> Newton Cardoso Jr (PMDB-MG)
-> Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG)
-> Raquel Muniz (PSD-MG)
-> Renzo Braz (PP-MG)
-> Saraiva Felipe (PMDB-MG)
-> Toninho Pinheiro (PP-MG)
-> Zé Silva (SD-MG)
-> Aureo (SD-RJ)
-> Cristiane Brasil (PTB-RJ)
-> Francisco Floriano (DEM-RJ)
-> Paulo Feijó (PR-RJ)
-> Roberto Sales (PRB-RJ)
-> Soraya Santos (PMDB-RJ)
-> Baleia Rossi (PMDB-SP)
-> Bruna Furlan (PSDB-SP)
-> Eli Correa Filho (DEM-SP)
-> Evandro Gussi (PV-SP)
-> Fausto Pinato (PP-SP)
-> Guilherme Mussi (PP-SP)
-> Herculano Passos (PSD-SP)
-> Milton Monti (PR-SP)
-> Nelson Marquezelli (PTB-SP)
-> Paulo Pereira da Silva (SD-SP)

Região Sul:
-> Alex Canziani (PTB-PR)
-> Alfredo Kaefer (PSL-PR)
-> Dilceu Sperafico (PP-PR)
-> Evandro Rogerio Roman (PSD-PR)
-> Giacobo (PR-PR)
-> Hermes Parcianelloo (PMDB-PR)
-> Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR)
-> Luiz Nishimori (PR-PR)
-> Nelson Meurer (PP-PR)
-> Sergio Souza (PMDB-PR)
-> Takayama (PSC-PR)
-> Alceu Moreira (PMDB-RS)
-> Covatti Filho (PP-RS)
-> Darcísio Perondi (PMDB-RS)
-> Mauro Pereira (PMDB-RS)
-> Renato Molling (PP-RS)
-> Celso Maldaner (PMDB-SC)
-> João Rodrigues (PSD-SC)
-> Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC)
-> Ronaldo Benedet (PMDB-SC)
-> Valdir Colatto (PMDB-SC)

OUTROS 25 RURALISTAS VOTARAM COM TEMER

A votação que livrou Michel Temer, nesta quarta-feira, contou ainda com o voto de outros 25 integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária. Entre esses 25 deputados, a maioria votou a favor de Dilma Rousseff no ano passado – mas agora defende Temer – ou não esteve em uma das votações (contra Dilma, em 2016, ou a favor de Temer, em agosto).

Estes são os 11 deputados que defenderam Dilma, no ano passado, mas apoiaram Temer nas duas votações ocorridas este ano:

-> Jozi Araujo (PTN-AP)
-> Elcione Barbalho (PMDB-PA)
-> Lúcio Vale (PR-PA)
-> Simone Morgado (PMDB-PA)
-> Edio Lopes (PR-RR)
-> João Carlos Bacelar (PR-BA)
-> José Rocha (PR-BA)
-> Domingos Neto (PMB-CE)
-> Paes Landim (PTB-PI)
-> Aelton Freitas (PR-MG)
-> Leonardo Picciani (PMDB-RJ)

O deputado Vicentinho Júnior (PR-TO) só não compõe esse grupo porque esteve ausente na primeira votação que livrou Temer, em agosto. Ontem votou a favor do presidente.

O deputado César Halum (PRB-TO) votou contra Dilma e, em agosto, contra Temer, mas desta vez decidiu defender o presidente. Outros cinco deputados também contribuíram para o impeachment da presidente, mas não estavam na votação de agosto. Ontem eles defenderam Temer:


-> Wilson Filho (PTB-PB)
-> Roney Nemer (PP-DF)
-> Gilberto Nascimento (PSC-SP)
-> Osmar Serraglio (PMDB-PR)
-> Giovani Cherini (PDT-RS)

Note-se, acima, a presença de Osmar Serraglio (foto), ministro da Justiça durante o governo Temer, e líder jurídico da Frente Parlamentar da Agropecuária.

O deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE) faltou à sessão que julgou Dilma, em 2016, e votou a favor de Temer nas duas votações de 2017.

Segue lista de outros seis deputados da FPA que ajudaram a barrar o processo contra o presidente no plenário. Entre eles Reinhold Stephanes, que foi ministro da Agricultura durante o governo Lula:

-> Raimundo Gomes De Matos (PSDB-CE)
-> Ezequiel Fonseca (PP-MT)
-> Reinhold Stephanes (PSD-PR)
-> Edmar Arruda (PSD-PR)
-> Celso Jacob (PMDB-RJ)
-> André Amaral (PMDB-PB)

Alceu Luís Castilho
No De Olho nos Ruralistas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.