30 de set de 2017

Sede do PT Municipal de Florianópolis é invadida, dois dirigentes feridos


Na noite de 29 de setembro, a Sede do Partido dos Trabalhadores de Florianópolis/SC foi invadida por um homem que feriu dirigentes do partido Rogério Canali e Nina Marques e também destruiu equipamentos e computadores.  O nome do homem, munido de facão, não foi divulgado embora tenha sido identificado na portaria do prédio comercial onde se localiza a Sede.

De acordo com a nota da Direção Executiva Municipal do Partido, esse ataque resulta da disseminação “de ódio por setores irresponsáveis da imprensa, judiciário, Ministério Público e aparelho policial, bem como manifestações inconsequentes e fascistas que se verificam nas redes sociais, consubstanciando-se em verdadeiro estímulo, incentivo, senão encorajamento, à prática de atos de insensatez e violência, no seio da sociedade”. Também reitera que vai prosseguir  na luta em defesa da democracia.

Ano passado sofreram ataques também as sedes estadual e municipal de Joinville.

Leia nota oficial:

“NOTA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES DE FLORIANÓPOLIS

Semear e praticar o ódio não é solução para a paz!

No dia de hoje, a sede do Partido dos Trabalhadores de Florianópolis foi alvo de uma investida injustificada. Lamentavelmente e sem qualquer justificativa razoável, um cidadão desconhecido e, aparentemente, tomado de ódio, atacou o dirigente municipal que se encontrava trabalhando no local, agredindo-o fisicamente e produzindo-lhe graves lesões. Não satisfeito, descarregou sua ira quebrando parte dos móveis e equipamentos, inclusive computadores, existentes na instituição.

O Partido dos Trabalhadores de Florianópolis repudia, com todo vigor e veemência, a violência de que foi vítima, com seu dirigente, e atribui conduta delituosa desta dimensão como reflexo  do ódio disseminado por setores irresponsáveis da imprensa, judiciário, ministério público e aparelho policial, bem como manifestações inconsequentes e fascistas que se verificam nas redes sociais, consubstanciando-se em verdadeiro estímulo, incentivo, senão encorajamento, à prática de atos de insensatez e violência, no seio da sociedade.

Ao longo de sua história, o PT, seus dirigentes e militantes, tem buscado a defesa da maioria de nosso povo e a justiça social, sendo incontestável que, ao mesmo tempo, nestes últimos anos, combateu a fome e a miséria, garantiu o pleno emprego, defendeu nossa soberania e elevou o país a patamares impressionantes com os governos Lula e Dilma.

O PT de Florianópolis não se abaterá com violência e ameaças como esta, e, por isso, reitera que prosseguirá firme na Luta em defesa da democracia e do nosso legado, e comunica aos seus partidários e à sociedade em geral que adotará todas as providências e medidas, no âmbito político, criminal e civil em consequência dos inusitados acontecimentos, para que a justiça seja assegurada e punido exemplarmente o delinquente.

Florianópolis 29 de setembro de 2017.

Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores de Florianópolis.”



Sílvia Agostini
No Desacato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.