11 de set de 2017

Os conflitos de interesse no governo Temer


A Esplanada dos Ministros Latifundiários

Eliseu Padilha tem fazenda em parque estadual; Blairo Maggi quer venda de terras para estrangeiros, exceto soja e milho; levado ao poder por ruralistas, Temer entrega o território brasileiro

No Mato Grosso, o ministro Eliseu Padilha possui 6 mil hectares de terras dentro de um parque estadual. É investigado por crime ambiental. No Rio Grande do Sul, é investigado por grilagem. Ele é o braço direito de Michel Temer, à frente da Casa Civil.

À frente da Agricultura está o ministro Blairo Maggi, produtor de soja e milho. Ele é a favor da venda de terras para estrangeiros – desde que não sejam as de soja e milho. O ministro também privatizou os armazéns de grãos. Ele é dono de armazéns.

A lógica do conflito de interesses perpassa o governo Temer. E tem na questão agrária uma de suas expressões mais salientes. De Olho nos Ruralistas mostra neste vídeo de 12 minutos um pouco dessa história. A história de uma Esplanada dos Ministros Ruralistas.

Desde o início do governo interino a gestão Temer volta-se para o interesse do poder econômico. A derrubada de Dilma Rousseff foi patrocinada também pela bancada ruralista. Que está instalada no governo e empoderada no Congresso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.