2 de set de 2017

Dilma: compor com Cunha seria descer à criminalidade. Assista


Em entrevista a Mariana Godoy e Mauro Tagliaferri, que foi ao ar ontem à noite, a presidenta Dilma Rousseff  afirmou que evitar a sabotagem de  Eduardo Cunha a seu governo e para preservar seu mandato significaria chegar a um nível de criminalidade que ela não estava disposta a descer.

Dilma  criticou o fato de que, desde dezembro de 2015, muitos meses antes do impeachment, todos já sabiam dos crimes do ex-presidente da Câmara e nada se fez para afastá-lo do cargo, porque ele serviria para realizar o golpe.

Os abusos nos processos da Lava Jato, segundo ela, saíram de  controle democrático algumas ações da Polícia Federal na Operação Lava Jato, dizendo que o “combate à corrupção saiu do controle”. “O combate à corrupção rompeu coisas que não poderia ter rompido: o direito de defesa e a delação sem provas”.

Assista, na íntegra, abaixo:



Fernando Brito
No Tijolaço

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.