20 de ago de 2017

Os brasileiros que confiam no futuro… em Portugal

Com o PT fora do governo, milionários brasileiros fogem para Portugal


O jornal Público de Portugal retoma em 20 de agosto de 2017 um assunto que já tratamos aqui anteriormente, a fuga de milionários brasileiro rumo ao país lusitano.

A manchete não poderia ser mais elucidativa do fenômeno que está ocorrendo com a plutocracia brasileira: ”elite brasileira traz novos negócios para Portugal”. O termo “elite” é inapropriado para descrever esse tipo de emigrante, mas não vamos cobrar do Público que perceba as sutilezas da pirâmide social brasileira.

O jornal traz números do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal contidos no Relatório de Imigração Fronteiras e Asilo, de 2016.

O Brasil lidera a lista de nacionalidades estrangeiras residentes em Portugal, somos mais de 120 mil. Desde, 85 mil brasileiros com documentos. Os demais, cerca de 30% do total, tentando a sorte como Deus e o serviço de imigração permitirem.

Mas o Público trata, nesta reportagem, de um grupo muito específico de brasileiros. Os que têm o “golden visa”. Visto de residência que permite aos estrangeiros que invistam no país, ao fim de seis anos, pedir a nacionalidade portuguesa.

Em relação eles, assim se refere a cônsul-geral adjunta do Brasil em Lisboa, Maria Rita Fontes Faria: “há uma nova leva de imigrantes brasileiros, bem diferentes das anteriores. Têm um nível econômico e social elevado e vêm em busca de uma vida mais tranquila e segura. Aqui não andam com vidros à prova de balas”. Gente fina é outra coisa.

Coisa para poucos. Para ter direito ao visto especial, é preciso investir € 1 milhão (R$ 3,7 milhões) ou adquirir imóvel que custe pelo menos € 350 mil (em áreas de reabilitação urbana) ou € 500 mil nas demais zonas. Mesmo assim, ao todo, 423 brasileiros já o obtiveram.

Para se ter uma ideia do que isso representa em termos de transferência de capital, só este ano, os 32 brasileiros que obtiveram o visto, até abril, transferiram um valor que passa dos 125 milhões de reais mais, pelo menos, outros 230 milhões de reais em imóveis. Mantida a mesma proporção como estimativa para o total de brasileiros com o “golden visa”, o patrimônio transferido estaria perto dos 5 bilhões de reais.

Interessante é percebermos quando o êxodo começou. Coincide com a “revolta cashmere” que se instala no Brasil a partir da insubordinação aos resultados das urnas, nas eleições presidenciais de 2014. O golpe que se seguiu e a derrubada do PT do poder acabaram por empurrar para fora do país os mesmos milionários que o apoiaram.

Em 2013, Portugal havia emitido 13 vistos especiais. Em 2017, foram 164, apenas até maio.

fuga milionária

Alguns dos novos luso-brasileiros são bem conhecidos. Entre eles, o ministro GilmarGilmar MendesMendes, que o Público se confunde ao apresentá-lo como “o juiz brasileiro que preside ao Supremo Tribunal Federal e tem em mãos a operação Lava-Jato”. Gilmar possui residência no aristocrático bairro Príncipe Real em Lisboa e, segundo informou em entrevista ao jornal, buscou Portugal para “curtir um certo anonimato, que não tem mais no Brasil, e aproveitar para caminhar pelas ruas, andar de bicicleta, conhecer as feiras e os mercados de antiguidades”.

Outra figura bastante conhecida dos brasileiros e que também está em Portugal é Abílio
Abilio DinizDiniz. Diniz é o ex-dono do Grupo Pão de Açúcar. Segundo relata o Público, “em abril, Diniz fez uma festa para comemorar os seus 80 anos: juntou os amigos durante três dias no Hotel Penha Longa, em Sintra, e na lista de convidados estavam milionários, políticos e artistas”. A cantora Marisa Monte foi a atração surpresa convidada para abrilhantar as festividades.

É de Abílio Diniz, há exato um ano, em agosto de 2016, a seguinte profecia: “estou esperançoso, o impeachment é um fato novo; o Brasil tem uma nova chance”.

Mau profeta, foi renovar as suas esperanças em Portugal.

Sérgio Saraiva
No Oficina de Concertos Gerais e Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.