20 de ago de 2017

Gilmar, MT e Ataulpho tramam o Parlamentarismo

O ator José Serra continua no palco... Debaixo de vaias

O Parlamentarismo do Ministro tem mangas curtas...


A Glorinha Kalil e a Cris Barros não recomendariam que o Ministro Gilmar Mendes usasse camisa pólo.

Não lhe cai bem.

Melhor a toga generosa, que encobre volumes exagerados.

Diz o PiG que o Ministro provisoriamente deselegante teve um (outro!) encontro "fora da agenda" com o ladrão presidente, na casa que o Botafogo ocupa provisoriamente.

Foi tratar do Parlamentarismo.

É o que se sabe na colona do Ataulpho Merval, que, se não foi à reunião fora da agenda, dela teve prévio conhecimento.

(Como o Ataulpho soube muito antes que, num ato de escárnio, o Ministro ia soltar o Barata pela segunda vez - não perca TV Afiada sobre quem deterá o Ministro Gilmar.)

O Ministro já tinha avisado que tem uma proposta de Parlamentarismo.

O que é o Parlamentarismo, essa mágica que os tucanos como o Careca, o maior dos ladrões, defendem como a cura de todas as mazelas.

O Parlamentarismo dessa turma consiste no seguinte:

- O povo elege o Lula Presidente.

- Mas quem governa é o Careca, eleito por esse Parlamento de ladrões!

- O Careca ou o Ministro Gilmar!

Simples assim, amigo navegante.

E eles pensam que a gente não percebe.
Nesse sábado 19/VIII inaugurou-se o magnífico SESC 24 de Maio, com o monólogo inesquecível da magnífica Fernanda Montenegro, a ler trechos autobiográficos de Nelson Rodrigues.

O Careca, o Prefake traidor do Alckmin e o Santo do Alckmin foram à solenidade de abertura.

A Martraíra penetrou e falou sem que tivesse sido convidada...

Os tucanos (e a Traírа) entraram pela porta dos fundos, para fugir do povo que os esperava lá fora, com ovos e vaias.

E pelos fundos saíram.

O Careca fez um discurso - como sempre - medíocre.

Não demonstrou nenhuma dor na coluna...

E disse a certa altura que o Teatro tinha sido poupado de sua carreira de ator bisonho.

Noutro ponto da oração inútil, ao se referir à cidade de Campos dos Goitacazes - terra do magnífico Danilo Miranda, diretor do SESC-SP -, falou de Campos dos "Goicatazes".

Como sempre, o maior dos ladrões se engana.

O Teatro não foi poupado de uma medíocre carreira de ator.

Ele continua a ser um ator - menos que medíocre...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.