23 de ago de 2017

Elam formou em Cuba 170 médicos estadunidenses


Graças à Escola Latino-Americana de Medicina (Elam), projeto liderado pelo Comandante-Chefe Fidel Castro, foram graduados em Cuba 170 médicos provenientes dos Estados Unidos da América.

Zenia Díaz Catalá, diretora do secretariado-Geral do projeto Elam, declarou com exclusividade à agência cubana de notícias, que desde a primeira graduação em 2005, até hoje, a Elam já formou mais de 28 mil médicos de 103 países, de forma totalmente gratuita.

Dentre os da nação estadunidense encontra-se o Dr. David Floyd, da promoção correspondente ao curso 2016-2017, que transmitiu os seus agradecimentos à máxima direção do país, ao povo cubano, aos professores e trabalhadores desse nobre projeto, exemplo de integração entre os povos por um mundo mais humano.

Para mim foi uma experiência maravilhosa, estou impressionado com o vínculo do estudo com o trabalho, ao contrário da formação nos EUA e em outras nações, salientou o jovem médico.

Em Cuba te formam tocando no paciente, isso foi o principal, a solidariedade; no meu país ninguém ajuda o outro estudante, aqui tanto os professores ou professores apoiam na preparação com um comportamento excelente, enfatizou Floyd, de raça negra, que permaneceu nas antilhas durante sete anos, incluindo o pré-Médico.

O Galeno concluiu sua carreira na faculdade Salvador Allende, da Universidade de Ciências Médicas de Havana, instituição esta que formou 52 médicos estrangeiros, dos quais 25 dos EUA, precisou o Dr. Suiberto Echavarría, reitor dessa instituição.

David Floyd, pai do recém-formado, transmitiu o seu eterno agradecimento e manifestou-se muito impressionado, satisfeito e honrado porque o seu filho é um médico formado em Cuba sob os princípios éticos e morais, com uma concepção humanista.

Díaz Catalá explicou que atualmente o projeto Elam tem a matrícula de quatro mil estudantes de 112 nações nas 21 faculdades das Universidades de Ciências Médicas do país, dos quais 83 são dos Estados Unidos da América.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.