15 de jul de 2017

O povo não consegue derrubar Temer, mas a Globo está conseguindo

(Manifesatantes
Manifestantes contra Temer na avenida Paulista. 
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
O povo detesta Michel Temer, mas foi preciso a emissora dos Marinho entrar na jogada para que os pauzinhos se mexessem contra o presidente da República: o deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia por crime de corrupção passiva contra Temer, deu, nesta segunda-feira, 10 de julho, parecer favorável à admissibilidade da investigação pelo Supremo Tribunal Federal. A denúncia foi apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

“Não é fantasiosa a acusação”, afirmou Zveiter. “É preciso que se faça a investigação. São várias as pessoas envolvidas e a verdade precisa ser esclarecida. É necessária a investigação dos fatos. Estão demonstrados na denúncia sólidos indícios da prática delituosa.” Para o deputado, é importante que o presidente se defenda das denúncias, independente de se é ou não culpado delas. “Há indícios graves, e não é fantasiosa a denúncia”, reforçou.

Zveiter, alvo de um vídeo de artistas pedindo que aceitasse a denúncia, frisou que seu voto não foi dado diante de provas concretas contra o presidente, e explicou que nesse momento bastam os indícios. “Devemos decidir se há indícios suficientes para abrir o processo. As provas concretas são necessárias apenas no julgamento. Nesse momento, é necessário que a Câmara autorize, porque há a descrição dos fatos, o que torna inviável sua não autorização”, disse.

Agora que a Globo está empenhada em arrancar o presidente do cargo, ninguém duvida mais que isso aconteça. É a “troca de funcionário” prevista pelo embaixador Samuel Pinheiro Guimarães: Michel Temer sai para que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, acelere a aprovação das reformas. Triste perceber que, se houvesse o triplo de gente nas ruas pedindo sua saída, o presidente ilegítimo continuaria lá. Mas bastou a emissora se mobilizar, para a casa de Temer começar a cair.

Especialista em golpes, a Globo quer descartar o mais rápido possível o homem despreparado e atolado em denúncias que ajudou a colocar no poder após patrocinar o impeachment contra Dilma Rousseff, presidenta legitimamente eleita. Posando de baluarte da ética, a emissora parece se esquecer que, se dependesse dela, quem estaria no poder era Aécio Neves, flagrado pedindo dinheiro ao empresário Joesley Batista.

Bem dizia Leonel Brizola sobre o gigantesco poder paralelo da emissora da família Marinho: “O poder da Globo é incompatível com a existência de um povo livre. Nenhuma nação que se preza admitiria uma situação como a que está criada aqui com a Globo”. Em qual país do mundo uma televisão usurpa do povo o poder de escolher seu presidente?

No Socialista Morena

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.