21 de jul de 2017

Lula: "O tempo que eu tiver vou dedicar a recuperar os direitos dos trabalhadores"

Ex-presidente participou de manifestação na Avenida Paulista em defesa dos direitos e da democracia

Ricardo Stuckert
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a cobrar a realização de eleições diretas e afirmou que não medirá esforços para garantir a retomada dos direitos conquistados pelos trabalhadores e retirados pelo governo Temer. "O tempo que eu tiver eu vou dedicar a recuperar a democracia e os direitos dos trabalhadores", afirmou, durante discurso a milhares de manifestantes que ocuparam a Avenida Paulista nesta quinta-feira (20).

Protestos por todo o país tomaram as ruas nesta quinta na luta contra as reformas, em defesa das eleições diretas e contra a perseguição política e jurídica contra o ex-presidente. "Muita gente num gesto carinhoso foi solidário comigo. Mas eu queria dizer que o problema desse país não é o Lula, é o golpe. O presidente que colocaram no lugar da Dilma", avaliou Lula.

"Nós temos que nos preocupar nesse instante não é com o que está acontecendo comigo. Eu tenho experiência política, já vivi 71 anos, a gente tem que se preocupar é com o país, com o povo brasileiro. Com os milhões de trabalhadores que já perderam o emprego, jovens que estão na rua e sem perspectiva de estudar e de trabalhar", declarou. 

Reformas

Segundo o ex-presidente, a perseguição jurídica a qual está sendo submetido interfere diretamente na situação econômica do país. "Eles não podem, para tentar me prejudicar, destruir esse país. Destruir a Petrobras, a indústria naval, o BNDES, eles não podem acabar com milhões de empregos". 

Lula criticou duramente as reformas propostas pelo governo e ressaltou a importância dos movimentos social e sindical. "Eles querem que o trabalhador morra e não receba a aposentadoria. Sabemos a necessidade dos movimentos sociais avançarem cada vez mais nesse momento", alertou.

No Lula

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.