23 de jul de 2017

Apólogo (Ode à Desordem Institucional)


Apresento-lhes o meu poema: “APÓLOGO” ( Ode à Desordem Institucional).

Trabalho original e inédito que dedico, com muito apreço, aos poetas políticos corajosos: Chico Buarque de Holanda, Boanerges Aguiar Castro e à minha esposa Dona Ângela.

Homenagem a: Gregório de Matos Guerra, (1636 a 1695) baiano, advogado, poeta satírico, patrono da Cadeira 16 da ABL.

* * *

Provas robustas e pernas esculturais são a primeira coisa que se deixa de lado!
                                        (Renal Cole)


Quem maneja o Congresso?............     Um Esperto.
E a Chefia da Nação?.......................     Um Vilão.
Cada um tripudiando?.......................     No Comando.
Em meio a tanto desmando,
Sou franco em lhes dizer,
Que se encontra no poder: 
Um Esperto e um Vilão no Comando.

-//-

A Justiça ao seu vilipêndio?.................   ”Índio”,
A inconsequência é o seu jogo?..........   ”Botafogo”,
Apostam até último expiro?.................    Em “Vampiro”.
Nem bomba, pancada e tiro,
Bala de prata ou benzer,
Isto nunca se vai ver:
“Índio” “Botafogo” “Em Vampiro”.
-//-

Quem homizia a perfídia?...................    Mídia,
E irriga o propinoduto? ......................     Corrupto,
Quem não faz exame crítico?...........       Político.
O Judiciário mítico
Despreza prova inequívoca,
Na "instrução" triunívoca:
Da Mídia, Corrupto e Político...
-//-

Quem conduz a cachorrada? ............     Bancada.
Quem lhe bonifica o salário?..............     Empresário.
Pós medidas provisórias?..................      Moratórias.
Decisões atentatórias
À moral e aos bons costumes,
Pró clientelismo aos queixumes:       
Bancada, Empresário, Moratórias.
-//-

Da "Receita" ocultaram? ...................      Tentaram.
De forma “sine qua non”?..................       Um ippon.
Com a grana da Suiça?.....................       Na Justiça.
Na areia movediça,
Projeto Repatriação,
Puseram parentes, em vão. 
Tentaram um ippon na Justiça.
-//-.

O Chefe usa, em acordo e trato?...........    Qualquer rato,
Sem sabatina pra o escolher?................    Pode ser.
Basta assumir o pacto sinistro?..............    Ministro.
Se a bancada indicar o cristo,
Notório saber não é nada.
E nem conduta ilibada. 
Qualquer rato Pode ser Ministro.
-//-.

A nação exige e prega?........................     Regra!
A um Congresso nada nobre?...............    Sobre
O exercício da função?..........................    Corrupção.
Aí... Ele ofende a nação,
Nas dez questões do MP,
Receoso de viger:
Regra Sobre Corrupção.
-//-

Com avaliação mequetrefe?...............   O Chefe.
E um punhal na jugular?.... ................    Impopular.
Repete de todas as formas?..............     Quer Reformas!
Abusa do ardil que transforma                                                       
Verbas e cargos em votos,
Périplo com os seus devotos. 
O Chefe Impopular Quer reformas.
-//-

Querem que o “Agente” se ferre?..........   PGR.
Por não barganhar em Inquérito?..........   Ético.
Pelas barbas do profeta?.......................   Não engaveta.
Quem botar “o seu” na reta
Vai ter que pagar pra ver,
Se Satanás não o acolher,
PGR Ético Não engaveta..
-//-

Sob o tapete se encaixam? ...... .............    Eles Acham:
Corrupção, Peculato, Vícios?...... ...........    Que Ilícitos!
Anda o carro e as melancias deitam?......   Se Ajeitam.
Leitão vesgo mama em duas tetas.
Querem tirar o bode da sala!
Com grana suja dentro de mala? 
 Eles Acham que Ilícitos se Ajeitam.
-//-

Fístula do antropocentrismo?...................     Corporativismo:
É Político "cepa de Ipê Marrom"?.............     Do Bom,
Com o "Baobá" "âmago de Bambual?......     Com o Mau.
Os dois: joio e trigo afinal, 
Dão apoio à desfaçatez. 
Gênesis seis versículo seis !
Corporativismo do Bom com o Mau. 
-//-

Nas estratégias das súcias?................    Astúcias.
Nos acordos e alinhavos?....................    Conchavos.
Nas pautas dos picaretas?..................     Mutretas.
Simulacros de exegetas!
O que vaza de indecente
Do currículo dessa gente "?"
Astúcias, Conchavos, Mutretas... 
-//-

Se pós certeza tamanha?...................    A montanha
Dos fatos e provas ruir?......................    Parir.
Desnudando a “Lava Jato”?................    Um rato.
Ninguém vai engolir esse sapo.
E o Brasil vai ficar fulo.
Se todo o presépio for nulo.
E a Montanha parir um rato.
-//-

E o articulador-mor?..............................   O Maior.
O tal do “Consenso” atroz? ...................   Algoz.
Que confunde opiniões?........................   Das Nações,
E induz capitulações
De representante traíra,
Do “Pinochet”, que admira
O Maior Algoz das Nações.
-//-

“Greed is good” é como veem? .............  Creem.
No mantra da Reagan empiria? ............   Na própria.
Torpeza em alça de mira?       ...............   Mentira.
“Subprime”, em crise, pira!
A ganância é pegadinha.
Mitômanos de carteirinha:
Creem Na própria Mentira.
-//-

Procura,  oferta: ágio incrível?..............   Mão Invisível.
Economia de Mercado, gana?..............    Afana.
Sobra de produção: cortesia?...............    Mais Valia.
Riqueza das nações e anomia:
“Self interest”, “Laissez Faire”,
A plebe rude que se ferre! 
Mão Invisível Afana Mais Valia.
-//-

E o liberalista refém?..........................     Diz amém!
Pra quem saqueia o Brasil?................     Vil.
Cara de pau, nua e crua?...................     Falcatrua.
É natural, se prostitua,
Por conta de trinta pratas.
Papagaio de pirata:
Diz amém: Vil Falcatrua !
-//-

Neste sistema refém?..... ...................     Ninguém.
Onde a Justiça é vassala?..................     Fala.
Quer imprensa, ou establishment?.....     Em "impeachment".
Nem "society" e nem "management"
Dão “pitaco” na desordem.
Acoitam os micos que explodem.
Ninguém fala em "impeachment".
-//-

Nem por questão de resgate?...........      Não bate.
Muito menos à Janela?......................     Panela.
Conivência que deplora?...................      Agora.
Quem foi na paulista afora,
Vestindo a amarelinha,
Mesmo não sendo “coxinha”
Não bate panela agora.
-//-

Pune-se, à sorrelfa, uma Chefe? ........   O STF:
“Trupe-Um-Sete-Um” em suma?....   Uma
Indez “Pedalada Fiscal”?.  ..................   A Pá-de-cal.
Num Veredicto animal:
O TCU deu a cova,.
O Congresso a desova,
O STF: A Pá-de-cal !
-//-

Arguiram ações infamantes? .............    Antes       
Coisa normal e simplória?..................    Na história.
De alçada do poder motriz?................    Deste país.
A Canalha fez o que quis,
Na "Motherfuckin'House",
Nunca se viu tanto ultraje
“Antes na história deste país”.
-//-

Julgamento sem prova albergado?..........   No Estado.
Regime incomum de sanção?..................   De Exceção.
Veredictos tisnam a “moral”?..................   Judicial,.
É “lawfare” desde a exordial,
Extra petita e teratológicos,
Que Já se transformaram em “teatrológicos”, 
No Estado de Exceção Judicial
-//-

Das imorais autoridades?   ....................     Nulidades.
Na lama em que chafurdam? .................    Triunfam..
Reféns do sujo metal?  ..........................     No mal.
Prospera a desonra moral.
Cresce a injustiça velada.
Desanima a virtude abalada.
Nulidades Triunfam no mal.
-//-

POST SCRIPTUM: Registro poético histórico de um Brasil aviltado, após o impeachment da Presidente Dilma Rousseff.

Renal Cole
 23.07.2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com links NÃO serão aceitos.

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam necessariamente a opinião do blog

Comentários anônimos NÃO serão publicados, como também não serão tolerados spams, insultos, discriminação, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O blog poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.